Convidado a palestrar no evento HSM ExpoManagement, Nolan Bushnell, considerado o "pai" da indústria dos games, afirmou que grande parte das companhias não contratariam um funcionário com o perfil de Steve Jobs.

"[Ele] não seria contratado por 90% das empresas no mundo, a menos que soubessem o que ele fez", disse Bushnell.

"Ele era uma pessoa difícil, mas extremamente apaixonada pelo que fazia. Passava a noite toda trabalhando, era muito irritante para a maioria dos seus colegas de trabalho e ainda andava descalço, mas genial e muito mais legal que eu", continuou.

Fora do padrão

O despojamento de Jobs, que ia trabalhar na Atari de chinelos, e a paixão pelo que fazia hoje não seriam aceitos por muitas empresas, segundo o executivo. O fundador da Apple foi inspiração para Bushnell escrever "Encontre o novo Steve Jobs", que está sendo lançado no Brasil.

Ele salienta que a paixão é uma característica do brasileiro e que isso deveria ser transferida para as empresas de forma regular. "Vocês devem achar a paixão para tornar real aquilo que sonham", disse à plateia formada por executivos. "Há muitos Steve Jobs trabalhando para vocês sem vocês saberem".

Cupons de desconto TecMundo: