Combinar um veículo que seja capaz tanto de voar quanto de se locomover sob a água como um submarino é uma ideia que existe pelo menos desde antes da Segunda Guerra Mundial, se não for mais antiga. No entanto, dois anos atrás a fabricante americana Boeing, mais conhecida por seus aviões comerciais, resolveu patentear uma ideia de como fazer isso funcionar pra valer.

Ela registrou no Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos (USPTO, na sigla em inglês) um conceito de veículo aéreo não tripulado (vant) capaz de submergir, se deslocar sob a água e voltar à superfície, onde pode transmitir os dados que coletou. O equipamento seria lançado a partir de uma aeronave maior, que diminuiria a distância que o drone precisaria cruzar para chegar ao seu destino. A patente foi aceita em abril deste ano apenas.

Isso poderia ser aplicado na entrega de carregamentos subaquáticos ou em missões de reconhecimento, e os dados transmitidos seriam captados por uma estação de controle próxima, que poderia estar em um navio ou avião próximo, por exemplo. O conceito todo parece ter um uso mais militar do que comercial, mas sendo apenas uma ideia por enquanto, não podemos prever de que forma essa tecnologia seria usada exatamente.

Para diminuir o arrasto que o vant teria dentro da água, a patente menciona um sistema que destacaria parte das asas, seja através de uma carga explosiva ou de uma cola que dissolva em contato com água salgada. O sistema de propulsão sob a água seria o mesmo utilizado para fazer o drone voar. No vídeo abaixo você confere (em inglês) uma explicação animada de como o conceito funcionaria.

Que outras aplicações você imagina que o drone "ar-água" da Boeing poderia ter? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: