A Xiaomi apresentou hoje o seu primeiro drone, o Mi Drone, em um evento online que registrou quase 200 mil espectadores simultaneamente. Além do fato de a empresa começar a vender drones, o que mais surpreendeu foi a relação custo-benefício do brinquedo. Para você ter uma ideia, aparelhos similares vindos de concorrentes como a DJI custam praticamente o dobro do Mi Drone.

Os rumores sobre esse dispositivo vêm percorrendo a dimensão dos rumores na web há muitas semanas e, na última conferência da empresa, o CEO Lei Jun disse seria lançado um drone em breve. Hoje, a promessa foi cumprida, mas o drone em questão não foi desenvolvido nem fabricando pela própria Xiaomi. Isso ficou a cargo de uma empresa parceira chamada Flymi.

O drone não foi desenvolvido nem fabricando pela própria Xiaomi

A chinesa apenas coloca sua marca nele e o venderá em seus canais na Ásia em breve. A partir de amanhã, ele entrará em uma espécie de financiamento coletivo no site da Xiaomi, mas apenas em sua versão mais básica. A mais cara será disponibilizada em um canal para testadores, mas não se sabe ao certo quando chegará às mãos dos consumidores comuns.

Capacidades

O drone da Xiaomi conta com uma bateria de 5.100 mAh e, com isso, pode permanecer no ar por até 25 minutos continuamente ou percorrer uma distância de até 3 km. Essa marca supera em cinco minutos inteiros a capacidade dos drones mais atuais da DJI, que, com um sensor 4K, custariam algo em torno de US$ 800 (R$ 2.865 hoje).

Xiaomi já chega ao mercado de drones arrasando

Ele ainda carrega uma câmera capaz de filmar e fotografar em qualquer direção. A resolução do modelo básico é Full HD, mas a versão mais avançada terá uma câmera 4K embutida. O controle remoto do aparelho tem um dock onde smartphones podem ser acoplados para que o drone transmita vídeo em tempo real do que a câmera está captando.

O Mi Drone com câmera de 1080p vai custar CNY 2499, o equivalente a R$ 1.365 na cotação de hoje. O aparelho com sensor capaz de filmar em 4K, entretanto, sairá por CNY 2999 ou R$ 1.638.

O custo-benefício realmente está bom

Com esses preços relativamente atraentes para um drone de alto desempenho e, aparentemente, de boa qualidade, o custo-benefício realmente está bom, ainda mais considerando que a câmera vem junto e poderá filmar em 4K.

Assim como outros modelos, ele possui um sistema de “cerca virtual”, que faz com que volte para a posição da qual decolou quando perde contato com o controle remoto. Falando em contato, o alcance máximo é de até 2 km sem obstáculos no caminho.

Como a Xiaomi fará esse esquema de financiamento coletivo para ter certeza de que haverá público para as primeiras unidades produzidas, não há informações sobre quando ou se o Mi Drone um dia será vendido fora da China. Só podemos esperar que a marca traga o aparelho para o Brasil no futuro e com um precinho camarada.

Cupons de desconto TecMundo: