iPhone 14: veja supostos preços da linha de celulares da Apple

1 min de leitura
Imagem de: iPhone 14: veja supostos preços da linha de celulares da Apple
Imagem: Apple
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Caso siga a fórmula de lançamentos utilizada nos últimos anos, a Apple deve realizar seu próximo grande evento em setembro. Na ocasião, a empresa possivelmente apresentará sua nova linha de celulares, iPhone 14, que pode receber um aumento de preços recorde — conforme sugerem os rumores mais recentes.

Segundo a fonte MyDrivers, um site chinês de notícias sobre tecnologia, os novos iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max devem custar US$ 1.099 e US$ 1.199, respectivamente — cerca de R$ 5845 e R$ 6.370, em conversão direta. Se confirmada, a mudança representará uma variação positiva aproximada em 10%, quando comparada aos preços dos atuais modelos.

Ademais, o rumor também sugere que a variante mais equipada do iPhone 14 Pro Max pode estrear no mercado pelo preço de US$ 1.699 ou R$ 9040, na moeda local — tornando-se o modelo mais caro da Apple, até então. Complementando, a fonte apenas infere que os aumentos podem estar relacionados aos avanços da inflação e escassez de materiais básicos de produção.

Possíveis detalhes do novo iPhone 14 Pro e Pro Max. (Fonte: MyDrivers via GizChina / Reprodução)Possíveis detalhes do novo iPhone 14 Pro e Pro Max. (Fonte: MyDrivers via GizChina / Reprodução)Fonte:  MyNewDrivers via GizChina 

Novo visual e processador melhorado

Sem especificar detalhes para os modelos-base, a fonte afirma que as variantes Pro e Pro Max do iPhone 14 devem abandonar o "entalhe" na tela e adotar o formato em "exclamação", menos invasivo. Além disso, há a presença do novo processador A16 Bionic em ambos os modelos.

Até o momento, a Apple não se pronunciou sobre o caso.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.