Apple vendeu 10 milhões de iPhones na Black Friday, diz analista

1 min de leitura
Imagem de: Apple vendeu 10 milhões de iPhones na Black Friday, diz analista
Imagem: Unsplash
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Produto mais desejado pelos brasileiros na Black Friday 2021, o iPhone pode ter registrado mais de 10 milhões de unidades vendidas em todo o mundo nesta edição do evento, realizada na sexta-feira (26). É o que aponta uma estimativa feita pelo analista da Wedbush Daniel Ives.

Segundo o especialista da empresa de investimentos sediada nos Estados Unidos, a demanda pelo iPhone 13 pode ter sido tão grande que superou a oferta em 15%, considerando o mercado global. Algumas versões do iPhone 13 Pro, por exemplo, já estavam esgotadas antes das promoções.

Ainda de acordo com Ives, a procura pela nova geração do celular da Apple deve continuar com tudo até o final de dezembro. A previsão feita pelo analista é de que a Maçã venda 40 milhões de unidades nas próximas semanas, antes do fim de 2021.

O iPhone 13 foi lançado em setembro.O iPhone 13 foi lançado em setembro.Fonte:  Apple/Divulgação 

Já em relação ao quarto trimestre, ele estima que a marca alcance um total de 80 milhões de iPhones comercializados em todo o planeta. Os principais responsáveis por alcançar tal número seriam os mercados americano e chinês — este último deve registrar pelo menos 15 milhões de aparelhos vendidos só em dezembro.

Demanda alta em 2022

Mesmo com a indústria enfrentando problemas causados pela falta de chips, a grande demanda pelo iPhone registrada agora deve continuar em 2022. A Wedbush diz acreditar que o impacto da escassez de semicondutores será temporário, contrariando o que diz o CEO da Intel, Pat Gelsinger, e sugere uma alta quantidade de vendas nos próximos meses.

Ainda conforme a empresa, a demanda adiada pelo iPhone será capaz de suportar o desempenho financeiro da Apple durante muito tempo. Outro produto fabricado pela gigante de Cupertino com boas probabilidades de ter um bom desempenho no mercado é o AirPods 3, que deve vender 100 milhões de pares no próximo ano.