Oppo mostra sua nova geração de câmera frontal sob a tela

1 min de leitura
Imagem de: Oppo mostra sua nova geração de câmera frontal sob a tela
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A fabricante chinesa Oppo apresentou nesta quarta-feira (4) uma nova geração da tecnologia desenvolvida pela empresa para câmeras frontais de smartphones. Como resultado, é possível construir celulares com a câmera frontal sob a tela, agora sem prejudicar a qualidade das imagens e escondendo melhor o sensor.

A Oppo trabalha com a tecnologia há alguns anos e, em 2019, revelou a primeira geração desse experimento. O funcionamento dele envolve tanto quesitos de hardware quando o trabalho de algoritmos proprietários que trabalham para que a qualidade da tela e as imagens capturas não sejam prejudicadas.

Exemplo do protótipo: leitura de conteúdo com a câmera escondida abaixo do painel.Exemplo do protótipo: leitura de conteúdo com a câmera escondida abaixo do painel.Fonte:  Oppo 

Para o modelo atual, a marca garante ter resolvido algumas das críticas anteriores, como a forma do sensor que aparecia na região sob o display, obstrução da captura de luz pelo painel e problemas de durabilidade nos componentes.

A conquista foi possível graças a uma redução no tamanho de cada pixel sem diminuir a quantidade, mantendo o valor em pixels por polegada (ppi) estável e trocando componentes dos conectores do display por modelos transparentes.

Vai para frente?

A fabricante ZTE, que também investe na área, recentemente apresentou a segunda geração de smartphones com essa tecnologia — após a primeira ser duramente criticada por um formato ainda rudimentar da câmera.

Exemplo de selfie tirada com a câmera sob a tela: sem diferenças para os modelos tradicionais.Exemplo de selfie tirada com a câmera sob a tela: sem diferenças para os modelos tradicionais.Fonte:  Oppo 

Por enquanto, a Oppo mostrou apenas imagens de um protótipo com a nova câmera, sem prometer uma janela de lançamento para o recurso. Ao todo, ela já tem mais de 200 patentes registradas relacionada ao processo e, como agora a OnePlus faz parte da companhia, pode ser que a fabricante também se aproveite dessas propriedades intelectuais.

Fontes