Galaxy S21 Ultra pirata mente em especificações e tem câmera fake

1 min de leitura
Imagem de: Galaxy S21 Ultra pirata mente em especificações e tem câmera fake
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A venda de versões piratas e falsas de smartphones é uma realidade há vários anos e, em alguns casos, o modelo alternativo pode ser lançado até mesmo antes do original. Mas o que acontece quando colocamos esse dispositivo lado a lado com o verdadeiro?

O site XDA Developers adquiriu uma versão pirata do top de linha Galaxy S21 Ultra, da Samsung, e comparou o aparelho com o modelo de verdade.

O dispositivo tem origem em Hong Kong e foi adquirido em uma loja que anunciou no Facebook pelo equivalente a US$ 100 — sendo que o S21 Ultra original foi lançado em janeiro de 2021 por US$ 1.199.

Em um vídeo de pouco mais de 11 minutos, é possível notar diferenças gritantes em desempenho, qualidade de tela, tamanho e acabamento. Além disso, são notáveis os esforços de malandragem da marca pirata — que chega ao ponto de mentir sobre os componentes até mesmo no menu de configurações do próprio aparelho.

Sem vergonha na cara

A grande diferença é percebida no design. A versão pirata é menor, possui bordas bem mais espessas e até mesmo um notch em forma de gota — sendo que o original usa a tecnologia de furo no centro da tela.

Além disso, o falso smartphone traz um painel LCD de qualidade muito menor em exibição de conteúdo.

A traseira dos dispositivos: o da esquerda é o falsificado.A traseira dos dispositivos: o da esquerda é o falsificado.Fonte:  XDA Developers 

Nas especificações técnicas, uma surpresa: o modelo diz em suas configurações ter 6 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno, o que deixaria o fator custo-benefício bastante interessante. Entretanto, ao rodar apps de análise de desempenho e no próprio uso cotidiano, isso logo se prova falso.

A falsificação vale até para a memória do aparelho.A falsificação vale até para a memória do aparelho.Fonte:  XDA Developers 

Na realidade, o aparelho tem 1 GB de RAM e só 2 GB de armazenamento interno, além de um processador MediaTek MT6782 que foi fabricado em 2013. Nem mesmo redes móveis 4G são suportadas.

Outra falcatrua está nas câmeras: apesar de ter um módulo traseiro com o mesmo esquema de lentes do S21 Ultra, nem todos os sensores são reais.

O design das câmeras engana, mas os sensores nem sequer estão lá.O design das câmeras engana, mas os sensores nem sequer estão lá.Fonte:  XDA Developers 

Um deles, que fica na posição principal, é uma espécie de papelão que simula o visual original — na realidade, o pirata tem apenas uma câmera simples de 3 MP, bem distante do sensor de 108 MP ou do zoom espacial de até 100x.

Galaxy S21 Ultra pirata mente em especificações e tem câmera fake