Huawei P40 Pro: o que dizem os primeiros reviews do celular sem Google

5 min de leitura
Imagem de: Huawei P40 Pro: o que dizem os primeiros reviews do celular sem Google
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Huawei apresentou nesta quinta-feira (26) os novos smartphones P40, P40 Pro e P40 Pro+, que bate de frente com as câmeras do Galaxy S20 Ultra, da Samsung. A ideia clara desta nova linha é atrair o público pelas lentes, assim como na geração anterior com o P30 Pro.

Os novos dispositivos também demonstram mais independência do ecossistema da Google, que não oferece mais serviços para a fabricante chinesa. Os preços variam de 799 euros a 1.399 euros. A disponibilidade e preços para o Brasil não foram revelados, entretanto.

De qualquer maneira, sites especializados e youtubers já puderam colocar as mãos no P40 Pro, e as primeiras impressões são muito positivas. Como escreveu Daniel Bader para o Android Central, "se a linha [de smartphones] Mate 30 foi o treino, a linha P40 é o jogo principal, playoffs e as finais todos juntos em um".

Tela e design

Além das câmeras, um aspecto muito comentado do P40 Pro é sua tela de 6,58 polegadas (2460 x 1200). No lugar do entalhe, a Huawei adicionou um recorte com duas câmeras frontais em um furo no canto esquerdo superior. A ideia é semelhante à da Samsung com o Galaxy S10+. Essa mudança, porém, não agradou Bader:

"Um pequeno downgrade, na minha opinião, é a mudança do pequeno recorte centralizado para a câmera, como no P30, para um display com um furo no lado esquerdo, com dois sensores de câmera gigantes olhando para você. É tudo, menos sutil, e quebra a simetria do que teria sido um design quase sem moldura", escreveu ele no Android Central.

Outro ponto sobre a tela é a nova taxa de atualização de 90Hz. No 9to5Google, Damien Wilde disse: "A atualização para 90Hz significa que tudo parece mais suave e, além disso, os ângulos de visão são excelentes". Por outro lado, o novo entalhe não o agradou: "É um recorte grande e antigo", disse.

Na Forbes, Ben Sin compara a taxa de atualização maior com a do Galaxy S20 Ultra, que atinge 120Hz. No caso do P40 Pro, ele afirma que essa diferença entre eles acaba não sendo perceptível.

"A tela do P40 Pro é linda e nítida, com cores vivas. As animações podem não ser tão rápidas quanto numa tela de 120Hz, mas ainda é impossível detectar essa queda de quadros – tudo ainda é suave", disse Ben.

No design, a Huawei mantém o popular sanduíche de vidro e a moldura de metal, mas a diferença é que sua tela é curva nos quatro cantos. O GSMArena cita que essa essa é a primeira coisa a se notar no dispositivo.

"O Huawei P40 Pro é um ótimo exemplo do artesanato da Huawei – a fabricante tem um excelente histórico de criar belos smartphones com atenção aos detalhes e não esperávamos nada menos para a sua principal série [de smartphones] de 2020", aponta a análise do P40 Pro no GSMArena. O novo smartphone segue com proteção contra água (IP68) e o espaço ocupado pelas câmeras na traseira aumentou consideravelmente.

Câmeras

Câmeras Huawei P40 Pro

A Huawei ganhou muita expressividade após o P30 Pro. No P40 Pro, segundo a análise do GSMArena, "a Huawei trabalhou para melhorar a qualidade geral, e cada uma das três câmeras possui um sensor de alta resolução com novos filtros de cores e lentes aprimoradas". No total, o smartphone tem cinco sensores:

  • Principal de 50 MP (f/1.9)
  • Periscópio de 12 MP (f/3.4) para zoom óptico até 5x
  • Grande angular de 40 MP (f/1.8)
  • Um sensor ToF 3D (Time of Flight) para profundidade de campo
  • Câmera de selfies de 32 MP (f/2.2)

No GSMArena, a análise cita "um excesso de nitidez aqui e ali, mas não o suficiente para arruinar as impressões excessivamente positivas que tivemos". Em cenários noturnos, de acordo com a análise, as fotos capturadas com a câmera principal "são de nível superior". "Elas têm ótimo nível de detalhes, exposição equilibrada, boas cores, ruído muito baixo e nitidez perfeita."

O conjunto de câmeras do P40 Pro também permite atingir o zoom de até 50x. Ben Sin, da Forbes, relatou "que o zoom de 10x e 20x do P40 Pro são excelentes, mas em 50x a integridade da imagem é afetada". Vale lembrar que o modelo P40 Pro+ atinge zoom óptico até 10x, e híbrido até 100x.

O youtuber Marques Brownlee (MKBHD), dos Estados Unidos, comenta que a câmera de selfies o impressionou nesse primeiro contato pela quantidade de detalhes preservados.

Bateria

O P40 Pro tem 4.200 mAh de bateria e suporte para carregadores de 40W, além de ser compatível com carregamento por indução de 40W. Segundo análise do GSMArena, "uma carga completa é alcançada em 50 minutos", enquanto 80% da bateria é carregada em 30 minutos.

No Android Central, Damien Wilde comentou: "Com uma tela com taxa de atualização de 90Hz que gasta muita energia, alguns podem achar pouco a bateria de 4.200 mAh, e fiquei preocupado que o P40 Pro não resistisse a um dia inteiro de uso. Fiquei agradavelmente surpreendido, pois ele gerencia um uso pesado com calma".

Comparando o novo smartphone da Huawei com o Galaxy S20 Ultra, Ben Sin diz que o P40 Pro "proporcionou uma vida útil da bateria muito melhor graças ao painel de 90Hz, que consome menos energia que um de 120Hz."

Vale a pena?

Huawei P40 Pro

Antes de chegar ao primeiro minuto de seu vídeo com impressões do P40 Pro, o youtuber Marques Brownlee disse:

"Não importa o quão bom seja esse smartphone, ele não é um smartphone que pessoas como eu, neste mercado, irão comprar, importar ou recomendar". A linha de raciocínio é acompanhada exatamente pelas sanções do Governo dos Estados Unidos à empresas chinesas, como a Huawei. O dispositivo chega ao mercado sem suporte de atualizações ou aplicativos do Google.

Já o 9to5Google cita que "o P40 Pro é facilmente o melhor smartphone não dobrável que a Huawei produziu". Fica unânime, neste primeiro momento, que este é um dos melhores smartphones da atualidade. Mas também ficam os comentários sobre a disponibilidade de aplicativos e serviços do Google.

"Para os fãs hardcore [da marca], é um caso de lidar com dores de dente até que a AppGallery [loja de apps da Huawei] possa reforçar seu portfólio", diz a análise do site. "Se você simplesmente precisa de um telefone Huawei, mas não pode desistir dos aplicativos aplicativos da Google, terá que se contentar com o ainda excelente P30 Pro".

Jon Porter, do The Verge, escreveu que "apesar da Huawei oferecer uma série de alternativas para obter aplicativos populares nos seus dispositivos, muitas delas parecem soluções alternativas e podem ter desvantagens, como a falta de acesso a atualizações automáticas".

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Huawei P40 Pro: o que dizem os primeiros reviews do celular sem Google