Google Pixel 4: o que a impressa internacional está achando

3 min de leitura
Imagem de: Google Pixel 4: o que a impressa internacional está achando
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Os novos smartphones da Google, o Pixel 4 e o Pixel 4 XL, foram lançados sem muitas novidades que viriam a chamar a atenção do público, uma vez que quase tudo a respeito deles já tinha sido vazado antes da hora.

De qualquer forma, ainda são celulares de uma empresa gigante e fazem parte de uma linha que sempre se destacou pelas câmeras.

Design, características e recursos básicos

Fonte: Mashable/Reprodução

O design do Pixel, assim como nas versões anteriores, não impressiona. A Google tenta impor personalidade ao aparelho justamente pela aparência simples. As bordas laterais são finas, mas nada de curvatura por aqui. Já as bordas inferior e superior, são mais espessas, para abrigar a câmera frontal, os sensores e o alto-falante.

O Pixel 4 e 4 XL têm tela OLED de 5,7 e 6,3 polegadas, respectivamente, enquanto suas baterias possuem 2.800 e 3.700 mAh. A duração não é das piores, mas também não se destacam entre aparelhos flagships.

O chip Snapdragon 855 e a taxa de atualização da tela de 90 Hz o tornam um aparelho rápido, responsivo e fluido.

Na parte de trás, temos a área quadrada reservada para o conjunto de câmeras. Ela não é incrível, mas também não deixa o chassi feio.

Transcrição de voz em texto

Fonte: Mashable/Reprodução

Agora, a Google incluiu um app dedicado para a gravação de voz. Associado às funcionalidades de IA, o gravador oferece um recurso de transcrição de voz muito legal e que funciona muito bem na maioria das vezes. Basta sair falando, que o app transforma tudo em palavras escritas.

Há também a possibilidade de gerar legendas para um vídeo que você esteja assistindo, em tempo real. A precisão é inferior aqui, mas ainda assim é um recurso útil, principalmente para pessoas com deficiência auditiva.

No momento, a transcrição de voz e geração de legendas ao vivo só funcionam em inglês.

Gestos à distância

Fonte: Mashable/Reprodução

Um recurso introduzido no Pixel 4 permite que você interaja com o celular sem tocar na tela, fazendo gestos com a mão. A Google o chama de Motion Sense.

O pessoal do Mashable testou a funcionalidade e disse que preferiu voltar a usar as pontas dos dedos. Sinal de que ele não vale a pena.

Câmeras

A linha Pixel é conhecida por trazer poucos sensores, mas, em questão de software, o celular sempre se sobressaiu.

O sensor traseiro principal tem 12,2 MP e o telefoto tem 16 MP. Já a câmera para selfies tem 8 MP. Isso vale para ambas as variantes do aparelho.

O maior exemplo disso é em relação ao zoom que esse celular consegue fazer, mesmo sem capacidade óptica para tal. Vejas as todos abaixo:

Foto com zoom normal. (Fonte: Mashable/Reprodução)
Foto com zoom de 8x. (Fonte: Mashable/Reprodução)

Podemos notar, obviamente, que há uma perda de nitidez, mas, ainda assim, o zoom de 8x tem qualidade bem superior à de câmeras de outros smartphones.

O HDR+ Ao vivo é um bom recurso. No entanto, foi percebido que ele não funciona sempre. O usuário terá que fazer algumas tentativas, até se certificar que alcançou o resultado desejado.

Foto com o HDR+ ativado. (Fonte: Mashable/Reprodução)

Falando do modo noturno, o Pixel 4 se saiu muito bem nos testes do Mashable, embora eles tenham falado que o modo noturno do iPhone 11 Pro ainda é melhor.

Veja que a foto abaixo foi tirada em condições bem ruins de iluminação, mas o celular deixou a cena perfeitamente visível.

Foto sem o modo noturno. (Fonte: Mashable/Reprodução)
Foto com o modo noturno ativado. (Fonte: Mashable/Reprodução)

A câmera também faz um ótimo trabalho para fotografar o céu à noite.

Conclusão

Tendo em vista que o Pixel 3 ainda é um ótimo celular, a migração para o Pixel 4 não é nada muito urgente. O novo smartphone usa um chip mais poderoso, mas a capacidade da bateria não recebeu upgrade decente porque a Google acredita demais na otimização de seu software.

Se você ainda não tem um Pixel e quer comprar o seu primeiro, preste atenção no preço, pois o Pixel 4 de 64 GB custa US$ 799 nos EUA, enquanto o Pixel 4 XL de mesmo armazenamento custa US$ 899.

Não são valores baixos. No geral, estes celulares podem ser uma ótima opção para usuários que querem alguns recursos específicos de câmera ou vão fazer pleno uso da transcrição de voz e legendas ao vivo.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google Pixel 4: o que a impressa internacional está achando