Os 5 melhores celulares da Xiaomi para você comprar no Brasil

5 min de leitura
Imagem de: Os 5 melhores celulares da Xiaomi para você comprar no Brasil
Avatar do autor

Equipe TecMundo

@tec_mundo

A Xiaomi tornou-se uma das companhias mais queridas pelos brasileiros, por oferecer celulares de vários segmentos de menor custo, com especificações atraentes e design diferenciado. Muitos inclusive chegam a dizer que a gigante é hoje vista como a “Apple chinesa”, por já gerar certo alvoroço em períodos próximos de lançamentos de seus eletrônicos e ter criado uma verdadeira legião de fãs em todo o mundo.

Com tudo isso, a Xiaomi tem investido cada vez mais em diversas linhas de dispositivos — alguns até com nomes semelhantes — que vão de categorias básicas até as mais avançadas. Então nem sempre é fácil escolher qual seria o smartphone mais interessante em determinadas faixas de preço e nível de desempenho. Por isso, preparamos esta lista com os 5 melhores celulares da Xiaomi para você conhecer e comprar.

Escolha o melhor celular para a sua faixa de preço:

Xiaomi Redmi Note 7

O Redmi Note 7 ainda é um dos campeões de vendas da fabricante chinesa, devido a seu custo-benefício diante dos concorrentes. Afinal de contas, trata-se de um modelo muito equilibrado, capaz de fornecer um bom grupo de câmeras junto a um desempenho interessante. Nesse caso, os sensores traseiros oferecem capturas detalhadas (48 MP) e até com certa profundidade ou desfoque (5 MP), enquanto a câmera de selfie de 13 MP apresenta vários modos e filtros.

Seu processador Snapdragon 660 ainda proporciona desempenho satisfatório, mesmo com alguns apps mais robustos. Isso sem considerar suas variantes em termos de configurações de armazenamento interno e RAM, adequadas para diferentes perfis de usuários e bolsos.

Já sua bateria de carregamento rápido pode durar até um dia e meio longe da tomada com uso moderado. Seu design com cara de premium também chama a atenção com traseira também revestida de Gorilla Glass 5. Tudo isso demonstra que o Redmi Note 7 é um aparelho com preço muito acessível perto do que oferece.

Xiaomi Mi 9

O flagship de 2019 da Xiaomi chegou ao mundo para bater de frente com outras gigantes, como a Apple e Samsung, a partir de uma proposta muito mais econômica. De maneira geral, é possível dizer que a companhia alcançou esse objetivo, ao trazer um modelo relativamente barato com o potente processador Snapdragon 855 e RAM de 6 GB ou 12 GB, além de ótimos recursos de câmera. Isso significa que ele lida perfeitamente com gráficos mais exigentes, enquanto mantém outros apps abertos ao mesmo tempo sem o menor risco de engasgos.

As câmeras triplas de sua traseira formam um dos melhores grupos de sensores do mercado, com capacidade para capturar imagens com elevada riqueza de detalhes (48 MP), angulações (16 MP com sensor wide) e equilíbrio de cores mesmo a certa distância e em ambientes escuros (12 MP com telefoto) — com destaque para o modo Lua. O único ponto negativo desse top de linha talvez esteja em sua bateria de apenas 3.300 mAh, mas que ainda assim possui carregamento rápido com e sem fio.

Xiaomi Mi A3

O Mi A3 é mais um celular intermediário barato da Xiaomi, mas que apresenta o Android One como um de seus diferenciais. Isso porque essa versão chega ao mercado com o sistema de modo mais puro, ou seja, sem a presença de tantas customizações de fábrica. Esse tipo de configuração ainda permite que o aparelho receba atualizações de maneira mais rápida do que outros modelos.

Quanto a recursos de imagens, seu trio de câmeras traseiras não é de um top de linha, mas é capaz de fornecer versatilidade na hora de tirar fotos e até mesmo realizar gravações. Por exemplo, o sensor principal de 48 MP capta mais cores e detalhes; enquanto o de 8 MP permite o registro de imagens mais amplas em um ângulo de até 118°; já o de 2 MP confere aquele efeito de profundidade com fundo desfocado. A câmera de frontal de 32 MP, com várias IA incorporadas, também deve garantir bons selfies para usar nas redes sociais e em outras situações.

Ele ainda é bastante competente na hora de rodar jogos intermediários e apps básicos sem a possibilidade de travamentos, com seu processador Snapdragon 665 e RAM de  4GB. O design do Mi A3 também ganhou uma repaginada quanto à geração anterior, Mi A2, e passou a exibir um efeito holográfico cheio de movimentos na parte traseira. Assim, este é mais um celular atual perfeito para quem busca bom desempenho para o dia a dia sem ter que gastar muito.

Xiaomi Mi 9T

Quer um celular com melhor aproveitamento de tela? Então o Xiaomi Mi 9T pode ser um forte candidato. Esse outro modelo recente da gigante chinesa traz a câmera popup frontal de 20 MP, com 7 funções de IA para garantir boas selfies. O fato de também ter um visor grande envolto em bordas finíssimas torna esse um smartphone altamente indicado para quem assiste a muitos vídeos e tem uma rotina intensa de jogos mobile.

Já suas câmeras triplas traseiras, exibem cores intensas e alto nível de detalhes com seu sensor principal (48 MP). Além disso, conta com os recursos mais esperados em dispositivos dessa categoria, como sensores de maior abertura (8 MP e  13 MP), para capturas de qualidade à noite ou com certa distância (wide e zoom óptico 2x).

Ele fica ainda mais atraente combinado ao potente processador Snapdragon 730 e sua ampla RAM de 6 GB, que permitem uma navegação veloz e fluida em diferentes tipos de tarefas.  Com preço relativamente baixo para suas especificações, esse modelo ainda atrai por seu custo-benefício na categoria de intermediários avançados.

Xiaomi Mi 9 SE

O Mi 9 SE foi lançado para ser uma versão compacta e talvez mais ergonômica do que seu irmão mais potente, o Mi 9. Por isso, o celular pode ser vantajoso para quem prefere modelos menores e com “pegada” mais firme. Outra diferença importante entre ambos os smartphones está no processador. O Mi SE recebeu Snapdragon 712, que não deve garantir o mesmo desempenho do Snapdragon 855, mas que com certeza entrega navegação rápida e otimização energética, mesmo para os heavy users ou interessados em gráficos de maior peso.

A parte traseira também ganhou um trio de câmeras, de modo que o sensor principal de 48 MP proporciona imagens com detalhes significativos e equilíbrio de cores, combinado a outros dois sensores de 8 MP e 13 MP de maior abertura (f/2,4). Essa dupla gera fotos de qualidade em diferentes ambientes e iluminações, mesmo a certa distância. Assim como o Mi 9, esta edição também conta com o modo Lua, capaz de registrar o satélite com boa nitidez.

Já a câmera frontal de 20 MP,  entrega fotos e gravações com qualidade acima de muitos modelos de sua categoria, ao contar também efeito bokeh dinâmico, mais presente em celulares caros. A vantagem disso tudo é que o Mi 9 SE foi lançado logo no começo do ano, por isso pode encontrado por preço ainda mais competitivo se comparado a concorrentes com especificações semelhantes.

***

Quer dominar qualquer aparelho celular e se sobressair no mercado? Saiba mais aqui.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Os 5 melhores celulares da Xiaomi para você comprar no Brasil