Redmi Note 8 Pro tem especificações completas divulgadas por fonte chinesa

1 min de leitura
Imagem de: Redmi Note 8 Pro tem especificações completas divulgadas por fonte chinesa
Avatar do autor

O perfil do Twitter, @xiaomishka, publicou as especificações completas do Redmi Note 8 Pro. A fonte chinesa já havia vazado outras informações sobre o aparelho, incluindo renders mostrando um chassi bem bonito, como podemos ver nas imagens acima e abaixo.

De acordo com o vazamento, o aparelho terá uma tela LCD IPS de 6,53 polegadas, com resolução FHD+. O entalhe estará lá para acomodar a câmera frontal de 20 MP. A decisão de não optar por câmeras pop-up se deve, provavelmente, para baratear o custo do dispositivo, que vai usar um processador MediaTek Helio G90T.

O Redmi Note 8 Pro será disponibilizado em duas versões: com 6 e 8 GB de memória RAM, e 64 e 128 GB de armazenamento, ambos com proteção contra respingos d’água. Haverá a possibilidade de expandir a memória interna com cartões microSD, mas não ficou claro se a bandeja acomodará o cartão com dois ou apenas um nano SIM.

Fonte: Twitter/Xiaomishka/Representação

Pelo visto, o chamariz do celular será seu conjunto de câmeras traseiras. Ele é equipado com o sensor GW1, da Samsung, que tem 64 MP (f/1.7). A lente secundária, grande-angular, tem 8 MP, enquanto que ainda há os sensores para fotos macro, de 2 MP, e o ToF.

O Redmi Note 8 Pro sairá de fábrica rodando o Android 9.0 Pie e a MIUI 10. A bateria do aparelho será parruda, com 4.500 mAh de capacidade e suporte ao carregamento rápido de 18 W. Ele também terá suporte para o NFC e vai contar com entrada para fones de ouvido.

Sobre preços, a versão de 6 GB RAM e 128 GB de armazenamento custará em torno de US$ 250 (R$ 1.027). A versão mais robusta (8 GB + 128 GB) deve custar por volta dos US$ 295, ou R$ 1.212 na conversão direta.

O aparelho deve ser anunciado na quinta-feira (29), juntamente com o RedmiBook 14.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Redmi Note 8 Pro tem especificações completas divulgadas por fonte chinesa