Veja quais smartphones dobráveis devem chegar em 2019

2 min de leitura
Imagem de: Veja quais smartphones dobráveis devem chegar em 2019
Avatar do autor

A pioneira foi a desconhecida Royole, que lançou em outubro de 2018 o primeiro celular dobrável do mercado, o FlexPai. Depois, veio a Samsung, primeira gigante, o que definitivamente gerou uma corrida entre outras fabricantes pelo aparelho com melhor design e preços.

Estes são alguns dos smartphones dobráveis que estão agitando o mercado em 2019:

DragonHinge (TCL)

(Fonte: TCL/Divulgação)

A  TCL anunciou seu celular dobrável durante o Mobile World Congress (MWC) 2019. A empresa não mostrou nenhum protótipo funcional; em vez disso, apresentou um celular com uma dobradiça chamada de DraonHinge. Segundo a TCL, esse sistema estará nos seus futuros smartphones dobráveis e ainda em dispositivos wearables da marca. O modelo exibido abre e fecha como uma carteira, com a tela do telefone voltada para dentro.

Huawei Mate X

(Fonte: Huawei/Divulgação)

Huawei Mate X fez sua primeira aparição durante a MWC 2019. O smartphone, ao contrário de outros, se dobra para fora (o que gerou algumas críticas sobre a temeridade de deixar o display exposto, ao se fechar o celular). Quando totalmente aberto, exibe um display semelhante a um tablet de 8 polegadas.

Lançamento: setembro. Preço: US$ 2.500 (estimado). Especificações: tela frontal de 6,6 polegadas, dobrado (resolução de 2480); tela frontal de 6,38 polegadas (resolução de 2480 x 2200); chipset Kirin 980 e modem 5G; 8 GB de RAM + 512 GB de armazenamento interno; bateria de 4500mAh, com carga rápida de 55W; câmera tripla Leica.

Motorola Razr

(Fonte: Motorola/Divulgação)

Mesmo ainda não tendo sido lançado, já vazaram imagens do possível celular dobrável da Motorola (o que despertou o entusiasmo dos amantes do Razr original, principalmente por conta de seu suposto desenho em concha).

Segundo o vice-presidente de produtos globais da Motorola, Dan Dery, “a empresa não tem intenção de chegar depois de todo mundo no mercado", o que significa que o smartphone da marca deve aparecer em breve (os mais otimistas avaliam que será até mesmo antes de setembro, quando os modelos da concorrência serão lançados).

Celular dobrável Oppo

(Fonte: Oppo/Divulgação)

Não se sabe muito sobre o dobrável da Oppo, exceto que ele se parece muito com o Mate X da Huawei. A empresa planejava originalmente lançar um protótipo no MWC 2019, mas desistiu quando vazaram imagens do aparelho no Weibo, a rede social chinesa. O que se espera é que, considerando seus concorrentes, o smartphone terá as melhores especificações de linha, com conectividade 5G.

Xaomi Mi Flex

(Fonte: Xiaomi Adictos/Reprodução)

Ao contrário da Huawei ou da Samsung, a Xiaomi não tem um protótipo funcional para exibição. O CEO da empresa, no entanto, postou no início do ano um vídeo com uma demonstração de como o smartphone dobrável da empresa deverá ser; o Mi Flex da Xiaomi, porém, parecia  incompleto, rodando um sistema operacional ruim e cheio de bugs.

O diretor da Divisão de Produtos da Xiaomi Global, Donovan Sung, disse numa entrevista no início do ano que a empresa decidiu adiar o lançamento de seu dispositivo móvel dobrável até que o mercado desses celulares estivesse "mais maduro". Segundo ele, o custo de fabricação do Xiaomi Mi Mix Flex é muito alto, algo que não combinaria com a filosofia de preços baixos da empresa.

Samsung Galaxy Fold

(Fonte: Samsung/Divulgação)

O mais conhecido dos dispositivos dobráveis, o Galaxy Fold deveria ter sido lançado em abril, mas problemas no hardware (em outras palavras, telas quebrando do nada e poeira entrando por baixo do visor) adiou sua reestreia: as unidades iniciais que foram enviadas para alguns dos principais revisores de tecnologia enfrentaram muitos problemas e, por isso, a Samsung teve que recolheu os aparelhos. O atraso compensou: houve ajustes no design para tornar o smartphone mais durável.

Relançamento: setembro. Preço estimado: US$ 1.980. Confira as suas especificações:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Veja quais smartphones dobráveis devem chegar em 2019