Deputados de SC querem barrar 5G com base em fake news sobre pombos

1 min de leitura
Imagem de: Deputados de SC querem barrar 5G com base em fake news sobre pombos
Avatar do autor

Os deputados estaduais Marcius Machado e Nilson Berlanda, ambos do Partido Liberal (PL) em Santa Catarina, propuseram uma lei um tanto quanto questionável. Eles querem proibir testes e a instalação de antenas 5G no estado, alegando que a frequência usada na tecnologia pode afetar a saúde de seres humanos e animais. O problema do projeto é que ele tem como base um boato disseminado em redes sociais.

O documento protocolado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (ALESC) vem após uma avaliação sobre a quinta geração de internet móvel (o 5G), realizada pela Tim Brasil, no mês passado. Segundo o texto, ficam proibidos novos experimentos, que podem ser penalizados com multa de R$ 100 mil e R$ 200 mil no caso de reincidência.

pombosFonte: YouTube/Reprodução

A “justificativa”, sem informações técnicas ou muito menos aval de órgãos do setor, vem por meio de um vídeo publicado no YouTube pelo médico e nutrólogo Lair Ribeiro. São 11 minutos com ele tentando convencer as pessoas que um exame realizado na Holanda foi responsável pela morte de 500 pássaros em dois minutos. 

Radiação “muito forte”

Outro argumento é o de que a radiação do 5G seria “muito forte”, em comparação com seus antecessores. Na realidade, frequências altas (incluindo as ondas milimétricas, como a faixa de 26 GHz que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) deverá disponibilizar no leilão de 2020) não implicam em maior energia irradiada, nem em riscos adicionais. 

Por enquanto, não há evidência científica que comprove o impacto da radiação não-ionizante gerada pelo sinal de telefonia móvel sobre a saúde de seres vivos. Vale destacar que vários sites internacionais de checagem de notícias, como o Snopes, já desmentiram o caso sobre os pássaros na Holanda.

pombosFonte: Snopes: Reprodução

Portanto, se você mora aí em Santa Catarina, cuidado ao compartilhar fake news, porque se bobear pode virar projeto de lei. Mesmo com poucas chances de ser aprovada, a proposta deve tramitar na ALESC.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Deputados de SC querem barrar 5G com base em fake news sobre pombos