Faz algum tempo que a Huawei ultrapassou a Apple e se tornou a segunda maior fabricante de smartphones no mundo. Em 2018, já entregou mais de 95 milhões de celulares, um aumento de 30% quando comparado ao ano passado. Agora, a gigante chinesa quer bater a Samsung e se tornar a líder até o final de 2019.

Segundo Richard Yu, líder da divisão de consumidores na Huawei, a companhia tem como meta ser a número 1 até o quarto trimestre de 2019, com uma fatia de mercado ultrapassando os 20%.

A concorrência é pesada: Xiaomi e Oppo vêm logo atrás querendo um pedaço

Para isso, a Huawei precisa se mover rápido: ela não tem uma presença "física" nos mercados dos Estados Unidos, que é gigante. Outro mercado gigante que estava sem a presença? O Brasil — a Positivo iniciou, há algumas semanas, as operações da Huawei por aqui.

Com 95 milhões de unidades vendidas nos seis primeiros meses, a Huawei ainda espera cravar a marca de 200 milhões de unidade para este ano. Dessa maneira, ela já entra no hall de grandes fabricantes que alcançaram esse número, como Samsung e Apple.

A concorrência é pesada: Xiaomi e Oppo vêm logo atrás querendo um pedaço. Você acha que a Huawei tem mais chances? Diga nos comentários.