Um documento obtido pela publicação MacRumors mostrou uma mudança específica bastante importante na política de reparos da Apple. Anteriormente, iPhones X que apresentassem defeitos no sistema de Face ID – o reconhecimento facial tridimensional do dispositivo – deveriam ser levados para lojas físicas da Apple para ter sua câmera reparada. Agora, em alguns casos, o aparelho inteiro pode ser substituído quando levado para o conserto.

O curioso é que esse documento menciona reparos que devem ser feitos na câmera traseira do iPhone X, o que, aparentemente, não teria nada a ver com o sistema de Face ID, que notavelmente usa a câmera frontal do dispositivo. Ao que parece, há alguma ligação desconhecida entre o funcionamento dos sensores traseiros do aparelho e o sistema TrueDepth, que faz o Face ID funcionar.

O que a Apple diz?

O documento oficial enviado para as lojas da Apple, traduzido para o português, diz: “Para fornecer a melhor experiência ao consumidor, se um cliente relatar que o iPhone X está com problemas de identificação facial, você poderá resolver o defeito com um reparo da câmera traseira. Execute o AST 2 no dispositivo do cliente para verificar a câmera. Se os diagnósticos encontrarem problemas nela, execute o reparo para verificar se o problema foi resolvido. Se o problema não for solucionado, execute uma substituição de unidade inteira em vez de um reparo de exibição da mesma unidade”.

Nada, porém, foi confirmado oficialmente pela Apple de outra maneira. Mais informações devem ser divulgadas nos próximos dias.

Cupons de desconto TecMundo: