Nos anos 90, bem antes da moda dos assistentes digitais e dos smartphones como conhecemos hoje, os palmtops (Personal Digital Assistant) já faziam as vezes de computador de bolso. Podemos dizer que eles foram os precursores dos dispositivos móveis, com sistema operacional próprio, bem antes dos iPhones e aparelhos com Android, que chegaram somente a partir de 2007. Descontinuados em 2011, pela Hewlett Packard, então dona do negócio, aparentemente eles deixaram saudade: a TLC, que comprou a franquia naquela época, agora planeja fazer um reboot e lançar novos modelos neste ano.

A TLC, aliás, anda saudosista, pois vem ressuscitando o BlackBerry, já há dois anos. De acordo com informações do Android Planet, o gerente de marketing Stefan Streit adiantou que vai mesmo concentrar o poder de fogo no público mais velho, com um dispositivo nostálgico e que tenha os requisitos básicos dos aparelhos modernos, a exemplo de tela sensível ao toque — algo que é comum atualmente mas era um sonho em 1996. A parceira nessa empreitada deve ser a operadora Verizon, que sempre esteve ao lado dos Palm.

Ainda não há mais informações sobre configuração, novos recursos, data de lançamento ou preço  — a não ser o fato de que deve rodar com Android . E fica a pergunta: o produto fará sucesso e realmente encontrará seu nicho? Lembra dos Palm e compraria uma nova versão? Diga o que acha nos comentários!