Apesar das previsões inicialmente pessimistas em relação aos novos aparelhos da Apple, a companhia está provando mais uma vez que sua linha de smartphones vai muito bem, obrigado. De acordo com Ming-Chi Kuo, o cenário anda tão próspero para a marca com seus últimos lançamentos que a Empresa da Maçã teria mandado aumentar a produção do iPhone X para o trimestre vigente.

O analista da KGI Securities afirma que a Apple quer ampliar em até 45% a fabricação do celular comemorativo em relação aos números produzidos no quarter passado. O objetivo? Ter mais dispositivos à disposição do público e, claro, se preparar para o final de ano chinês – um período absurdamente lucrativo para os eletrônicos comercializados no país.

Aparentemente, um dos grandes receios da empresa e do mercado não se concretizou: o preço do iPhone X não foi alto demais para o bolso dos consumidores. Na verdade, Kuo diz que a aceitação do gadget foi ótima mesmo que ele custe mais de US$ 1 mil. Com isso fora do caminho, é claro que a Maçã refez as contas para impedir que achar o celular seja tão difícil quanto encontrar um Nintendo Switch no seu mês de lançamento.

De acordo com o analista, ainda, a ideia é que a Apple reduza a produção do iPhone 8 e use parte das fábricas dedicadas a esse modelo para produzir de forma mais acelerada tanto o iPhone 8 Plus  – que parece ter caído no gosto do público – quanto o iPhone X. O plano é que a marca consiga liberar 26 milhões de unidades desse último produto até o final de 2017.

Cupons de desconto TecMundo: