As complicações na produção do iPhone X simplesmente não param de surgir. Segundo um relato trazido pela agência Bloomberg, a Apple acabou tomando medidas um tanto desesperadas para garantir que seu aparelho saia o quanto ante das fabricantes. A que nível ela chegou? Bem, basta dizer que ela está reduzindo algumas de suas especificações para os componentes do Face ID.

O fato é que a Maçã já é bastante conhecida por ter um controle de qualidade absurdamente alto para seus aparelhos. Isso, é claro, torna a vida das fabricantes mais difícil, mas é compensado pelos ganhos dos números absurdos produzidos pela empresa.

Diante dos problemas de produção, a Apple reduziu as especificações do Face ID

No caso do Face ID, porém, a história chegou a níveis excessivos visto que o projetor de pontos usado pela ferramenta é extremamente frágil e pode não funcionar corretamente por um erro de posicionamento de microns de distância. Isso chegou ao ponto de que uma de suas principais fornecedoras de lasers largou a tarefa por não ser capaz de alcançar os requisitos, enquanto a produção das duas empresas restantes seguiu a passos lentos para se manter nos níveis de qualidade da Maçã.

Diante dessa situação, contudo, a Apple “relaxou algumas das especificações para o Face ID”, tornando mais fácil o processo de montar e testar o componente.

No que isso deve afetar em nossa experiência de utilizar a ferramenta, seja em precisão ou velocidade? Isso ainda não sabemos. No entanto, é importante lembrar que mudanças como essa não são incomuns na indústria e muitas vezes não levam a problemas tão grandes. Além disso, visto que a empresa prometia uma precisão de 1.000.000:1 – um valor dezenas de vezes maior do que aquele usado por outras tecnologias de reconhecimento –, convenhamos que o salto sentido por nós ainda deve ser enorme.

Cupons de desconto TecMundo: