A Apple prepara o lançamento dos novos iPhones e algo já típico no mercado é ver os dispositivos da Maçã superando os rivais com Android quando o assunto é  desempenho. A companhia utiliza processadores fabricados por ela mesma, o que, combinado com hardware e software pensados para trabalharem em conjunto de forma exclusiva, resulta em um desempenho superior.

Mas a Huawei, atualmente a terceira maior fabricante de smartphones do planeta, não quer deixar barato. A empresa chinesa alega inclusive já ter em mãos um chip capaz de deixar para traz os processadores da Apple, inclusive o A11, possivelmente o coração do novo iPhone 8 e de todos os demais smartphones lançados pela Maçã neste ano.

Quem trouxe a novidade à tona foi o presidente da empresa Richard Yu, durante a IFA 2017, no último final de semana. Em entrevista à Reuters, ele falou um pouco sobre o que poderemos esperar dos processadores Kirin 970, a aposta da Huawei para brigar na parte de cima da teala no mercado de topos de linha.

“Comparado com a Samsung e a Apple, nós temos vantagens” afirmou Yu. “Os usuários presenciarão um desempenho muito mais rápido, vida útil de bateria maior e também um design mais compacto”, garantiu. Assim como o A11, o Kirin 970 também será fabricado com um processo de 10 nm, o que garante chips menores e mais potentes.

Huawei Mate 9 (foto) deve ganhar um sucessor mais rápido do que o iPhone 8.

O novo processador será o primeiro da Huawei a levar a tecnologia de unidade de processamento neural (NPU) para os smartphones. Além disso, ele deve consumir 50% menos energia do telefone e trará diversos componentes integrados: computação, gráficos, processamento de sinal digital e imagem.

A fabricante vai apresentar os novos Mate 10 e Mate 10 Pro, os primeiros com o Kirin 970, em 16 de outubro deste ano.

Cupons de desconto TecMundo: