A Lenovo/Motorola anunciou hoje (31) durante sua conferência de imprensa na IFA 2017 — que acontece em Berlim — a quarta geração do Moto X. Cerca de dois anos depois de ter recebido uma atualização, a linha X agora conta com um aparelho intermediário premium em vez de um top de linha. Contudo, considerando o poder do Snapdragon 630 que acompanha o novo celular e as demais capacidades que a fabricante embarcou no X4, talvez a mudança agrade os fãs da marca.

Isso porque o novo celular da Motorola é o aparelho mais refinado da empresa para 2017 no que toca aparência e qualidade de construção. Como ele não tem design modular, sua traseira de vidro não possui aqueles pinos estranhos da linha Moto Z. Isso também permitiu que as bordas fossem um pouco mais arredondadas para melhorar o conforto ao segurar o dispositivo.

Mas o grande foco do Moto X4 é o sistema de câmeras duplo na traseira. Esse é o terceiro celular da empresa com esse recurso, seguindo os passos do Moto Z2 Force e do Moto G5S Plus. O sensor principal tem 12 MP e o secundário 8 MP. Diferente do que vimos nos outros aparelhos da Motorola que contam com esse sistema, o segundo sensor não é monocromático, mas sim colorido. A diferença é que ele vem com uma lente com 120° de visão, para fotos mais amplas. O celular ainda será capaz de fazer aquele efeito desfocado no plano de fundo para destacar pessoas e objetos na frente, entre outros truques interessantes.

O sensor frontal conta com 16 MP e será capaz de tirar “Selfies Panorâmicas” para que você consiga colocar todo mundo na mesma foto, não importando a quantidade de pessoas. Quem comprar um celular desses também poderá experimentar as novas funcionalidades beta, que possibilitam usar preto e branco seletivo, destacar cores ou até mesmo alterar o fundo. A tecnologia Dual Autofocus Pixel ainda proporciona foco mais rápido em situações de baixa luminosidade

Hardware

O processador Snapdragon 630 da Qualcomm presente no Moto X4 conta com oito núcleos de 2,2 GHz e deve garantir uma experiência de uso bastante consistente para os usuários. Caso as expectativas da Motorola se confirmem, não será possível notar muita diferença no desempenho cotidiano do Moto X4 em comparação com o top de linha deste ano.

Claro que apps mais exigentes, como editores de vídeo, fotos e games rodarão com gráficos mais simples e talvez levem mais tempo para carregar.  Contudo, só poderemos ter uma avaliação mais concreta nesse aspecto depois de uma análise propriamente dita.

Mais especificações:

  • Tela: 5,2’’ IPS LCD Full HD (1920x1080)
  • Chipset: Snapdragon 630
  • CPU: octa-core de 2,2 GHz
  • GPU: Adreno 508
  • RAM: 3 GB ou 4 GB
  • Armazenamento: 32 GB ou 64 GB + espaço para micro SD de 256 GB
  • Câmeras traseiras: 12 MP f/2.0 + 8 MP f/2.2
  • Câmera frontal: 16 MP
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Conectividade: WiFi, Bluetooth, 4G LTE, USB-C
  • Extras: à prova de água e poeira (IP68), leitor biométrico frontal com gestos
  • SO: Android 7.1.1 Nougat
  • Cores: azul/cinza e preta
  • Peso: 149 g

Esse novo celular da Motorola tem as bordas da sua carcaça feitas de metal, e os painéis frontal e traseiro são de vidro Gorilla Glass. Por alguma razão, a marca não especificou qual edição do material foi colocada no dispositivo. De qualquer forma, ele é à prova de água e poeira, com certificação IP68.

Outra adição interessante é o Bluetooth "diferenciado", que possibilita ao Moto X4 se conectar com até quatro alto-falantes ou fones sem fio simultaneamente. Com isso, é possível construir um sistema de som estéreo ou simplesmente compartilhar sua música com mais pessoas.

Novidades de software

O primeiro Moto X foi o smartphone que mudou a história da Motorola. O aparelho tinha um software absolutamente limpo na comparação com os concorrentes e inaugurou uma série de pequenos recursos de software que o tornaram bastante especial para a época. Estamos falando da Moto Tela, dos comandos de voz com celular bloqueado e dos movimentos característicos para abrir a câmera, ligar a lanterna e por aí vai. Para seguir nessa tradição, a Motorola trouxe algumas novidades no Moto X4.

O Moto Key é um gerenciador de senhas da Motorola para o smartphone e para o PC

Para fazer uma captura de tela, o usuário só precisará colocar três dedos no display ao mesmo tempo e, em seguida, compartilhar o conteúdo com os amigos. Ou seja, não é mais necessário segurar dois botões distintos do aparelho simultaneamente.

A outra novidade é o Moto Key, um gerenciador de senhas da Motorola para o smartphone e para o PC. Ele permitirá fazer login em sites e serviços online com apenas um toque, bem ao estilo Samsung Pass. Outros recursos já tradicionais da Motorola permanecem no Moto X4, e o smartphone também terá suporte a gestos no leitor de digitais. Esse também é o primeiro celular da marca com a Alexa, da Amazon.

Por fim, sua bateria de 3.000 mAh deve durar bastante segundo a empresa, mas isso ainda precisa ser testado. Entretanto, como foco do Snapdragon 630 é justamente balancear desempenho e autonomia, os resultados desse aparelho em testes de bateria podem ser muito positivos. Ele ainda tem tecnologia de carregamento rápido e, segundo a fabricante, conseguirá até seis horas de autonomia com apenas 15 minutos de carregamento.

Preço e disponibilidade

O Moto X4 será lançado primeiro na Europa, chegando ao Velho Mundo ainda em setembro por € 399, o equivalente a R$ 1.493 na cotação de hoje. O Brasil e demais países ainda não tiveram confirmação de preço nem de data, mas é provável que o aparelho chegue ao nosso mercado até outubro, considerando que a empresa vai querer aproveitar a Black Friday e as compras de Natal com seu novo lançamento já consolidado.

Considerando também que os preços são sempre mais altos no Brasil, podemos esperar que o Moto X4 custe algo em torno de R$ 2 mil e R$ 2,5 mil no lançamento, uma vez que o top de linha deste ano, o Moto Z2 Force sai por R$ 2.999 atualmente. Entretanto, essa questão dos preços não passa de especulação, e nós vamos continuar esperando uma confirmação oficial para dizer alguma coisa com mais certeza.

Cupons de desconto TecMundo: