A HMD Global revelou oficialmente hoje (16) o seu primeiro smartphone top de linha com Android, o Nokia 8. Depois de muita espera, os fãs finalmente poderão ter um celular poderoso da marca finlandesa, mas talvez quem estava com altas expectativas fique um tanto decepcionado. Isso porque, em essência, o Nokia 8 não tem nenhum recurso inovador de design ou de hardware. Só o seu esquema de câmeras na parte traseira pode ser considerado realmente interessante.

O celular chega ao mercado com chipset Snapdragon 835, com processador octa-core de 2,5 GHz e GPU Adreno 540. Ele terá ainda 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento nativo, especificações bem padrões para um top de linha de 2017.

No que toca o design, o Nokia 8 segue mais ou menos o mesmo estilo que já vimos nos intermediários da empresa, mas agora traz uma carcaça metálica de alta qualidade. Há várias opções de cores brilhosas e foscas. Na parte da frente, entretanto, temos muitas bordas. Em pleno 2017 quando está sendo esperado que até a Apple lance um smartphone com espaços mínimos em volta da tela, deixar seu principal gadget com tantas bordas assim parece uma decisão ruim.

Mas a empresa focou bastante no departamento fotográfico. Esse é o primeiro aparelho da HMD Global (empresa que comprou a marca Nokia) com lentes Zeiss na parte da frente e de trás. Todas possuem 13 MP, e o conjunto traseiro inclusive conta com um sensor monocromático para ajudar a capturar detalhes.

O app de câmera não é o esperado Nokia Camera que HMD comprou da Microsoft recentemente, mas tem alguns truques legais. Por exemplo, é possível fotografar com as câmeras traseiras e frontal ao mesmo tempo e fazer uma pequena montagem. Para vídeo, isso funciona inclusive quando o usuário está fazendo transmissões ao vivo.

Dessa maneira, quem estiver transmitindo pelo Facebook algum evento esportivo ou protesto pode aparecer em um canto do vídeo. Isso se a pessoa utilizar a integração nativa do app de câmera com o Facebook em vez de apelar diretamente para a aplicação da rede social. O Nokia 8 também consegue fazer essas transmissões multicâmera pelo YouTube nativamente. Para completar o pacote, o celular conta com um sistema de captura de áudio em 360°.

Confira agora a lista completa de especificações:

  • Sistema operacional: Android 7.1.1 Nougat
  • Tela: LCD de 5,3 polegadas com Gorilla Glass 5
  • Resolução: 2K (2560x1440 pixels)
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 835 octa-core
  • Clock de processamento: 2,5 GHz
  • GPU: Adreno 540
  • Memória RAM: 4 GB
  • Memória de armazenamento: 64 GB
  • Câmeras traseiras: 13 megapixels com abertura f/2.0
  • Câmera frontal: 13 megapixels com abertura f/2.0
  • Bateria: 3.090 mAh
  • Cores: Aço, Tempered Blue, Cobre Polido e Azul polido.
  • Dimensões: 151,5 x 73,7 mm
  • Espessura: 7,9 mm
  • Extra: sensor biométrico e botões capacitivos abaixo da tela

Pelas fotos, é possível perceber que o Nokia 8 tem um recurso que mantém a tela sempre ligada para exibir prévias de notificações, mas a seu display não é OLED ou AMOLED, mas sim LCD. Para evitar que essa funcionalidade gastasse bateria demais, a fabricante deu um jeito de fazer apenas a área superior do visor acender.

A interface do celular, por sua vez, é uma versão pouco personalizada do Android e, ao que parece, usuários que migrarem de outros aparelhos para um Nokia 8 não terão muita dificuldade nesse sentido.

Na Europa, o Nokia 8 será vendido por 599 euros, o equivalente a R$ 2.320 na cotação atual, a partir de setembro. Esse é um preço que fará do top de linha da Nokia uma opção difícil de recomendar quando existem modelos como o OnePlus 5 no mercado.

Ainda não há informações sobre a disponibilização do Nokia 8 em qualquer outra parte do mundo no momento, o que infelizmente vale para o Brasil. Mas, considerando que nenhum celular da “nova Nokia” chegou ao nosso mercado até agora, também é improvável que esse novo top de linha dê as caras por aqui.

Cupons de desconto TecMundo: