De acordo com a analista de mercado Katy Huberty, do Morgan Stanley, 2018 deve ser um ótimo ano para a Apple caso o próximo iPhone acabe se concretizando como o aparelho excelente que os fãs da marca e o mercado estão esperando. Ela ainda afirmou em um comunicado a seus clientes que existem cada vez mais evidências de que o smartphone será lançado em outubro, e não em setembro como de costume.

Algo completamente novo para usuários do iOS

Mas o que tornaria esse lançamento muito importante para a Maçã é o fato de, na opinião de Huberty, o suposto próximo iPhone estar se desenhando como o melhor upgrade que a Apple já fez em seu produto desde o lançamento original, tanto em questão de ferramentas quanto em tecnologia. Isso porque há fortes evidências de que o smartphone finalmente trará uma tela OLED, contará com carregamento sem fio e estreará sensores 3D para realidade aumentada, algo completamente novo para usuários do iOS.

O tal superciclo

Por conta dessas novidades na plataforma da Maçã, a analista prevê que uma grande quantidade de atuais usuários do iPhone estejam dispostos a trocar de celular para o modelo mais novo, o que desencadearia um “superciclo” de recompra. Em essência, ela quer dizer que muitos fãs da Apple deixaram de comprar um iPhone novo nos últimos anos em antecipação por um modelo redesenhado e com mais ferramentas. Como isso deve finalmente acontecer neste ano, uma verdadeira multidão de pessoas estaria interessada em comprar o próximo iPhone. Mas afinal, seria ele o iPhone 8? 7s? Ou quem sabe iPhone 10?

Seja como for, a analista classificou as ações da Apple como um “bom negócio” e recomendou a compra. A expectativa é de que o valor delas alcance os US$ 182 em breve, comparado aos US$ 177 à época da avaliação dela.

Mas a gente quer saber se você de fato estaria interessado em comprar um iPhone novo, caso ele traga todas essas novidade que mencionamos. Será que valeria a pena mesmo que o preço suba?