As enchentes ocorridas na Tailândia no mês de outubro devem ter impacto direto nos preços dos HDs. Logo após o incidente, o preço dos discos rígidos subiu cerca de 50% em apenas uma semana, mas apesar da alta o fornecimento foi mantido.

Contudo, o número de peças começou a diminuir e, consequentemente, os preços aumentaram em outras partes do planeta. As empresas de pesquisa IHS iSuppli e IDC alertaram que os consumidores deverão encontrar de 25% a 28% menos produtos no mercado nos próximos seis meses.

A empresa mais atingida é a Western Digital, que teve 75% da sua produção interrompida. O IHS iSuppli calcula que apenas 125 milhões de unidades de HD devem entrar no mercado neste trimestre, uma queda de pelo menos 48 milhões de unidades em relação ao trimestre anterior.

Em alguns sites de compra dos EUA, já é possível perceber o reflexo nos preços. A loja online Pricegrabber, por exemplo, que vendia um HD da Western Digital de 1,5 TB por US$ 162, agora exibe o mesmo produto por US$ 280.

“Acreditamos que a indústria de discos rígidos irá encontrar uma maneira de retornar aos níveis de produção de antes da enchente por volta de março, entretanto, até lá os estoques estarão extremamente baixos” aponta John Rydning, vice-presidente de pesquisas do IDC.

A Western Digital e a Toshiba anunciaram que irão fechar temporariamente as suas fábricas localizadas no país. A empresa japonesa relatou que o setor de semicondutores, por exemplo, encontra-se a três metros de profundidade.

A Sony também adiou o lançamento de produtos em razão da catástrofe. Caso a situação persista até o final do ano, a produção de notebooks também pode ser afetada.

Cupons de desconto TecMundo: