Chefão da CIA, David Petraeus (Fonte da imagem: Reprodução/All American Patriots)

Cada vez mais os nossos aparelhos se conectam a internet. Se antes era só o computador, agora os celulares, TVs, video games e outros eletrodomésticos, como geladeiras e micro-ondas, ligam-se a rede mundial de computadores. Além disso, as casas também trazem conexões entre todos os seus recursos automatizados.

E se isso parece bom para você, então é melhor ainda para as agências de espionagem, como a CIA, por exemplo. E por quê? Simples: uma conexão com a internet pode facilitar muito o trabalho dos espiões se eles estiverem de olho em você.

Segundo a Wired, o chefão da agência, David Petraeus, vem refletindo bastante sobre o assunto. De acordo com o diretor, as casas inteligentes podem facilitar muito o trabalho de investigação de seus agentes.

Se antes esses profissionais precisavam se desdobrar para conseguir qualquer tipo de informação, hoje você mesmo pode acabar enviando para eles notícias relevantes – tudo graças aos ajustes de luz que você fizer em sua sala ou porque você ligou a TV no quarto, por exemplo.

Dessa forma, fica mais fácil monitorar “pessoas de interesse”, e a CIA está de olho em várias maneiras de como fazer isso. Entre as opções estão vários tipos de aparelhos, como monitores de radiofrequência, modernas redes de sensores ou mesmo o simples acompanhamento das informações de geolocalização enviadas pelo seu smartphone para a internet.

Petraeus de olho nas novas tecnologias (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Apesar de Petraeus estar de olho em todas estas “oportunidades”, o fato é que as restrições legais para este tipo de ação ainda precisam ser amplamente discutidas – e ele mesmo sabe disso muito bem.

Já dentro da internet, há também muito o que ser explorado nas redes sociais e informações enviadas para lá de maneira espontânea por todo mundo. Além disso, a CIA não está interessada somente em vasculhar a sua Linha do Tempo dentro do Facebook.

A ideia, segundo o diretor David Petraeus, é criar “espiões virtuais”, perfis falsos capazes de acompanhar pessoas de interesse da agência e com perfis que podem desaparecer em um estalar de dedos.

Cupons de desconto TecMundo: