A Terra é muito mais do que uma imensa quantidade de água e algumas porções de solo firme. Há muitas dúvidas que envolvem a formação do planeta e alguns locais são verdadeiros mistérios para todos – sendo que nem mesmo cientistas explicam alguns. Você consegue pensar em algum exemplo?

Pois basta se lembrar do Triângulo das Bermudas ou das formações rochosas do Stonehenge. A quantidade de lendas que giram em torno deles é quase maior do que a vontade que os humanos têm de descobrir as verdadeiras origens desses locais. Conheça agora quais são os lugares mais misteriosos da Terra e entenda por que alguns deles não conseguem ser explicados.

Stonehenge

Um dos maiores símbolos da Inglaterra é o Stonehenge, monumento rochoso que fica localizado na planície de Salisbury. Muitos historiadores já tentaram encontrar explicações para a instalação das pedras (que pesam mais de 20 toneladas cada), mas a cada nova teoria, surgem vários pontos falhos que fazem com que elas sejam abandonadas.

(Fonte da imagem: Reprodução/Flickr)

Algumas teorias apontam para a utilização religiosa do Stonehenge. Possivelmente uma série de cultos seria realizada ali, mas também há quem diga que os habitantes da região acreditavam que a formação rochosa tinha poderes sobrenaturais.

Há pouco tempo, foi descoberta a real origem das pedras, mas em vez de certezas, ela trouxe ainda mais dúvidas. Elas vieram de uma rocha de 70 metros que está no norte do País de Gales, muito distante do local do Stonehenge. Como elas foram parar lá? Ninguém consegue afirmar com certeza.

Triângulo das Bermudas

Imagine uma região do oceano que é responsável pelo desaparecimento de barcos pequenos, navios gigantes e aviões. Isso seria o Triângulo das Bermudas, uma porção triangular que envolve o sul da Flórida, Porto Rico e as ilhas Bermudas. Há relatos de muitos voos e embarcações que desapareceram ao passar pelo local (além de outros encontrados sem a tripulação), sem que houvesse qualquer explicação.

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Por muito tempo, acreditou-se que a região seria um portal de comunicação entre o reino perdido de Atlântida e o espaço, devido aos constantes problemas em equipamentos de navegação e localização que aconteciam quando embarcações e aeronaves passavam pelo local.

Atualmente, as explicações mais viáveis são referentes ao campo magnético instável existente no Triângulo das Bermudas, que poderia ser responsável pela confusão nas bússolas e os consequentes acidentes. Há ainda quem cogite a possibilidade de furacões, redemoinhos, ondas gigantes e outros fenômenos naturais.

Área 51

Oficialmente este local nem existe da maneira como se acredita. “Oficialmente”, pois há muitas teorias que apontam para a real existência da base militar responsável por pesquisas de materiais e seres que supostamente teriam vindo do espaço para a Terra. Em 1994, o governo norte-americano assumiu que a base existia, mas até hoje não se sabe o real intuito dela.

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Devido ao fato de a base ser completamente restrita, muitas teorias conspiratórias começaram a ser criadas para explicá-la. Como dissemos no parágrafo anterior, acredita-se que as principais ligações entre os extraterrestres e o governo norte-americano sejam realizadas na Área 51.

Também existem teorias mais realistas. A mais aceita é de que a Área 51 seria uma base militar responsável pela pesquisa e desenvolvimento de materiais bélicos de última geração. Há uma grande probabilidade de os aviões F-117 (Stealth) terem sido desenvolvidos e testados no local, completamente em segredo.

Linhas de Nazca

Elas podem ser definidas como desenhos imensos no chão de planícies desérticas, com proporções muito bem feitas – o que seria difícil sem uma observação aérea. Para compor as obras, que datam entre 400 e 650 d.C., a civilização de Nazca apenas retirava pedras vermelhas do solo para que as cores mais claras da parte inferior fossem exibidas.

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

O que impressiona é a forma dos desenhos. Alguns dos mais impressionantes mostram macacos, aranhas, colibris e outras aves em enormes dimensões. A teoria mais aceita até os dias de hoje afirma que as formas teriam sido criadas como uma maneira de expressar agradecimentos da população aos deuses.

Sendo a região de Nazca um deserto, os povos de lá precisavam de água em várias épocas do ano, por isso pediam por chuvas em rituais religiosos. Assim teriam surgido as linhas de Nazca, em explicações muito mais lógicas do que as que envolvem o auxílio de alienígenas.

Pirâmides do Egito

As certezas relacionadas às pirâmides são todas referentes aos propósitos delas: cultuar os faraós e cultivar seus corpos mumificados após as mortes. A grande maioria delas são obras gigantescas, pois deviam ser construídas de acordo com a grandeza e divindade dos reis – acreditava-se que os faraós eram os deuses na Terra.

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Mas a formação das pirâmides egípcias passa por uma questão similar à do Stonehenge. São sabidos quais os materiais utilizados para a construção, mas até hoje não se sabe como é que eles chegaram até lá. Sem a presença de mecanismos de transporte, qual seria o método utilizado para o carregamento?

.....

Como você viu, a ciência ainda não consegue explicar uma série de fatos ocorridos no mundo, no decorrer da história. E admita: entender a ilha de Lost fica fácil depois de tentar decifrar os mistérios dos lugares mais misteriosos do planeta, não é mesmo?

Cupons de desconto TecMundo: