No começo do mês, os moradores de Fukuoka, quarta maior cidade do Japão, tomaram um susto ao ver uma cratera com 30 metros de diâmetro e 15 metros de profundidade aparecer bem no meio de um dos cruzamentos mais importantes da província.

Uma semana se passou e o local voltou a chamar atenção, desta vez por algo positivo. O governo local conseguiu fechar o buraco em apenas 48 horas e a rua foi liberada sete dias depois em uma verdadeira aula de engenharia japonesa.

Local voltou a ceder

No sábado (26), a rua foi fechada novamente após o solo afundar cerca de sete centímetros. De acordo com a CNN, os funcionários do município afirmaram que já esperavam por alguma movimentação na região, enquanto a areia e o cimento se ajustavam ao local.

O prefeito Soichiro Takashima pediu desculpas através do Facebook por não avisar à população que isso poderia acontecer. Desde então, o cruzamento foi reaberto para carros e pedestres, embora ele ainda deva ceder cerca de 70 milímetros nos próximos dias. A cratera original surgiu durante as obras de expansão de uma linha do metrô da cidade.

Cupons de desconto TecMundo: