Zodíaco: serial killer retratado em filme pode ter sido identificado

1 min de leitura
Imagem de: Zodíaco: serial killer retratado em filme pode ter sido identificado
Imagem: Warner Bros. Pictures
Avatar do autor

Ao que tudo indica, o famoso assassino do Zodíaco, retratado no filme de David Fincher de 2007, foi finalmente identificado. Segundo o The Case Breakers, um grupo composto por mais de 40 investigadores, entre jornalistas e oficiais da inteligência militar, Gary Francis Poste, falecido em 2018, teria atuado como serial killer nos anos 1960.

Vale destacar que o processo de investigação oficial do assassino foi arquivado em 2008 pelas autoridades envolvidas no caso, sobretudo por falta de provas. Contudo, a equipe do Case Breakers retomou as buscas pela identidade do Zodíaco analisando novas evidências forenses e outras provas já coletadas pela polícia.

No filme, a atmosfera de tensão percorre todas as cenas, principalmente aquelas que abordam os assassinatos. Aos poucos, algumas pistas vão sendo lançadas à tela e suspeitos aparecem em interrogatórios.

A produção partiu do romance escrito por Robert Graysmith, personagem de Jake Gyllenhaal, que na época era apenas um ilustrador contratado pelo jornal San Francisco Chronicle e se interessou completamente pelo assunto. O ator Mark Ruffalo, que também estrelou o filme, manifestou seu interesse pelo caso nas redes sociais.

Confira:

Zodíaco: saiba mais sobre o serial killer que aterrorizou a baía de São Francisco

Ao todo, 14 vítimas do assassino foram reconhecidas. No entanto, nas cartas enviadas pelo autor dos crimes aos veículos de comunicação locais, ele afirmou ter matado 28 pessoas entre dezembro de 1968 e outubro de 1969. Apesar disso, o caso é bastante complexo, pois apenas cinco mortes foram confirmadas pela polícia.

Utilizando recursos de criptografia e enigmas de natureza ambígua, Zodíaco se tornou alvo de buscas intensas ao longo dos anos. Com o anúncio do Case Breakers, algumas entidades que já estiveram envolvidas diretamente com o caso manifestaram seu descontentamento com as descobertas recentes, o que inclui a Unidade de Casos Resumidos de Homicídios do Departamento de Polícia de Riverside.

Segundo a divisão, em nota divulgada pela Fox News, o assassinato de Cheri Jo Bates, uma das vítimas que o grupo atribui a Gary Francis Poste, não está relacionada com os crimes do Zodíaco.

“Entendemos o interesse público nesses [casos de] assassinatos não resolvidos, mas todas as investigações sobre o Zodíaco devem ser encaminhadas ao FBI”, pontuaram.