Songbird: veja as primeiras impressões de filme sobre a pandemia

2 min de leitura
Imagem de: Songbird: veja as primeiras impressões de filme sobre a pandemia
Imagem: Divulgação / STX Films
Avatar do autor

A pandemia ainda não acabou, mas Michael Bay (Um Lugar Silencioso) já produziu o primeiro filme sobre a contaminação da covid-19. Ainda que se possa discutir se é cedo ou não para lançar um longa com essa temática, a produção teve outros problemas apontados na primeira recepção da crítica.

Songbird se passa em 2024, em uma realidade em que o vírus teve uma mutação ainda mais letal, matando milhões de pessoas. Nesse cenário, o mundo já está em seu quarto ano de isolamento social e os infectados são arrancados de casa para serem levados ao campos da quarentena.

É aí que Nico (KJ Apa, de Riverdale) se apaixona à distância por Sara (Sofia Carson, de Descendants), mas quando descobre que ela pode ter sido infectada, ele tenta impedir que a moça seja levada.

Quais foram as primeiras críticas

Fonte: Reprodução / STX Films
Fonte: Reprodução / STX Films

As primeiras impressões de Songbird contêm muitas críticas à narrativa.

"Não é inerentemente errado usar uma tragédia atual como ponto de partida de um filme de gênero, mas qualquer cineasta que decidir fazer isso deve criar algo provocativo ou interessante ou pelo menos competente para justificar isso. Songbird nem ao menos oferece a perspectiva de um gosto incrivelmente ruim ou de uma política questionável; é menos 'muito cedo' e mais 'e daí?'", comentou Alonso Duralde, crítico do The Wrap.

Para Frank Scheck, do The Hollywood Reporter, a questão não é criticar uma produção por ter tido um baixo orçamento (já que foi filmada durante a pandemia), mas a superficialidade do roteiro.

"Apesar do drama de alto risco, não há nenhum momento convincente, e algumas das caracterizações, especialmente o vilão chefe do Departamento de Saneamento de [Peter] Stormare, são tão absurdamente homogêneas que é difícil não achar que esse filme foi feito para ser uma paródia" pontua Scheck.

Há também críticas que não consideram que a obra seja totalmente insensível para o momento.

"Songbird não precisa ser repreendido como um caça-níquel sem alma porque está realmente tentando fazer algo. Em vez disso, eu expressaria um desapontamento solene, porque comecei este filme achando que seria um fracasso selvagem, porém interessante, mas em vez disso tive um retorno modesto", avaliou Michael Reyes, do CinemaBlend.

Detalhes técnicos do longa

Fonte: Reprodução / STX Films
Fonte: Reprodução / STX Films

Com direção de Adam Mason (Into the Dark) e Simon Boyes (Má Conduta), o filme foi o primeiro a ser filmado em Los Angeles durante a pandemia.

O elenco ainda conta com Demi Moore (Até o Limite da Honra), Craig Robinson (Brooklyn 99), Bradley Whitford (Corra!), Peter Stormare (Deuses Americanos) e Alexandra Daddario (Percy Jackson e o Ladrão de Raios).

O lançamento será no dia 11 de dezembro, nos Estados Unidos, por meio de plataformas digitais. Ainda não se sabe quando o filme estará disponível no Brasil.

Confira o trailer:

Songbird: veja as primeiras impressões de filme sobre a pandemia