Minha Mãe É Uma Peça 3 é a maior bilheteria do cinema nacional

1 min de leitura
Imagem de: Minha Mãe É Uma Peça 3 é a maior bilheteria do cinema nacional
Avatar do autor

Dona Hermínia agora faz parte da história da sétima arte brasileira, pois Minha Mãe É Uma Peça 3 se tornou o filme com maior bilheteria do cinema nacional. Em um mês em cartaz, o longa-metragem dirigido por Susana Garcia arrecadou R$ 137,9 milhões.

Leia tambémDona Hermínia volta com tudo em Minha Mãe é uma Peça 3 (crítica)

Com esse excelente desempenho, a comédia estrelada por Paulo Gustavo superou o filme Nada a Perder. Enquanto esteve em cartaz em 2018, a primeira parte da cinebiografia do bispo Edir Macedo arrecadou R$ 120 milhões.

A trama de Minha Mãe É Uma Peça 3 mostra Dona Hermínia se adaptando a ideia de ser avó após a filha Marcelina (Mariana Xavier) anunciar a gravidez. O marco nas bilheterias foi comemorado pela distribuidora Downtown Filmes em uma publicação no Instagram:

A força do cinema nacional

Em cartaz desde 26 de dezembro, Minha Mãe É Uma Peça 3 conseguiu competir de igual para igual com grandes lançamentos internacionais. Por exemplo, a comédia chegou a ficar a frente de Star Wars: A Ascensão Skywalker e Frozen 2. Atualmente, mais de 9 milhões de pessoas já foram assistir ao filme.

Portanto, é possível afirmar que a comédia é uma das franquias brasileiras mais bem-sucedidas nas grandes telas. Em 2013, o primeiro filme com o personagem de Paulo Gustavo teve o maior público entre as produções nacionais daquele ano: 4,6 milhões de espectadores.

Anos mais tarde, a sequência em 2016 superou o número de espectadores do anterior e tornou-se o quarto filme brasileiro mais assistido de todos os tempos. Com isso, os dois primeiros longas-metragens juntos conseguiram uma arrecadação de R$ 173,7 milhões.

Você já assistiu Minha Mãe É Uma Peça 3? Se ainda não, confira o trailer da produção:

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Minha Mãe É Uma Peça 3 é a maior bilheteria do cinema nacional