Por mais incrível que tenha sido ver dois mechas brigando pela primeira vez na vida real, não há como negar que a felicidade do público foi mais uma questão de ver isso acontecendo na vida real do que a qualidade da briga em si, já que, como falamos antes, a disputa foi ridiculamente lenta e parecia obviamente coreografada. Mas se antes eram apenas suspeitas, agora temos a confirmação: a luta entre MegaBot e Kuratas foi totalmente forjada.

Para começar, pode esquecer da parte “ao vivo” da briga. Segundo o site Motherboard, a disputa ocorreu ao longo de vários dias, sendo que a equipe deixou de fora todo o tempo necessário para os reparos dos mechas. Até aí não é surpresa, já que estamos falando de robôs caros e sensíveis, que podem pedir muito trabalho ao menor arranhão.

Quanto às lutas em si? “A ação foi real e nós tentamos criar a luta mais divertida possível”, disse Matt Oehrlein, co-fundador da MegaBots. No entanto, os movimentos do Eagle Prime teriam sido pré-programados, por exemplo – o que queria dizer que todos os golpes eram executados sozinhos, com o toque de um botão. E não vamos nem falar da parte em que, perto do final da batalha, os destroços onde os comentaristas supostamente estavam convenientemente viraram alvo da disputa e caíram em uma chuva de faíscas...

Isso, é claro, não muda o fato de que a briga realmente aconteceu, e muitos fãs de robôs gigantes ainda vão achar o suficiente de saber apenas isso. No entanto, é difícil não se sentir especialmente desanimado quando, depois de tantos anos de espera e muitas promessas, a briga se provou algo tão longe do que sonhamos para uma disputa entre mechas.

Cupons de desconto TecMundo: