Depois de literalmente anos de espera desde o desafio inicial, a batalha entre os dois mechas reais da história – o norte-americano MegaBot e o nipônico Kuratas, mais exatamente – finalmente aconteceu. A demora para a disputa, vale notar, se deu para que ambas as equipes pudessem preparar seus robôs (originalmente feitos para simples entretenimento e apresentações) para um combate e sofreu um bocado de atrasos até a fatídica transmissão feita através do Twitch.

Quem venceu a disputa? Os EUA. Mas não sem um bocado de ressalvas, já que a MegaBots teve literalmente a chance de utilizar dois robôs diferentes e várias armas diferentes. Isso sem falar, claro, nas três longas (e lentas) rodadas de combate, com direito a narração esportiva.

Você pode conferir toda a transmissão pelo vídeo abaixo:

Começando a primeira batalha, a vantagem do Kuratas foi enorme. Graças ao seu Ichigeki Fist e a um bom impulso inicial, o robô da Suidobashi simplesmente correu em direção ao inimigo e o derrubou com um soco, enquanto seu adversário mal teve sucesso em fazer um disparo.

A segunda rodada, por sua vez, trouxe a entrada de um novo competidor da MegaBots: nada menos do que o Eagle Prime, um modelo maior, mais resistente e pesado de seu mecha original. Embora isso tenha dado mais equilíbrio para a disputa – mesmo com o Kuratas revelando um drone de auxílio para atrapalhar a visão dos oponentes –, o resultado foi um empate, com ambos os robôs ficando travados um frente ao outro sem causar reais danos.

Na rodada final, porém, a vantagem do Eagle Prime foi mais do que óbvia. Trocando seu canhão por uma serra motorizada, o mecha da MegaBots conseguiu destruir boa parte da armadura e dos armamentos do Kuratas, enquanto sua garra mantinha o Ichigeki Fist inutilizado. Como resultado, o autômato da Suidobashi ficou incapaz de continuar em combate.

GIF Kuratas vs MegaBotsAcima, um resumo das três rodadas

Se a briga não foi nem de longe como os fãs de mechas esperariam? Certamente. Se a disputa foi um tanto coreografada e quase tão lenta quanto uma disputa de xadrez? Com certeza. Mas o fato é: nós amamos robôs gigantes. Só isso já é o suficiente para garantir diversão de quem assistir à briga, e sonhar com o que pode surgir ao longo dos próximos anos.

Depois dessa batalha, resta uma última pergunta: quais serão os próximos gigantes a partir para a briga? A resposta pode já ter sido trazida pela China alguns meses atrás, mas vamos esperar para ver se um novo convite vai acontecer.

Cupons de desconto TecMundo: