Talvez você nunca tenha imaginado isso, mas uma fonte de computador acaba de ter participação decisiva para derrubar o mandatário de um país. Há algumas semanas, nós noticiamos o imbróglio que se desenrola no Paquistão, no qual o primeiro-ministro do país Nawaz Sharif sofria uma investigação pela propriedade de offshores descobertas nos chamados Panama Papers, em 2016.

Em defesa da família, a filha de Sharif, Maryam Nawaz, submeteu uma série de documentos às autoridade do país. O problema é que tais documentos, que supostamente datavam de 2006, utilizavam a fonte Calibri, lançada para o grande público pela Microsoft apenas em 2007. Apesar de a fonte estar disponível para download desde 2005, é bem pouco provável que ela tenha sido baixada e utilizada em documentos oficiais.

Fonte Calibri entregou a falsidade do documento apresentado pela filha do primeiro-ministro paquistanês

Hoje (28), Nawaz Sharif renunciou ao cargo de primeiro-ministro do Paquistão, após a Suprema Corte do país desqualificar a sua condição de mandatário do país. “Após o veredito, Nawaz Sharif renunciou de suas responsabilidades como primeiro-ministro”, informou o porta-voz do gabinete do agora ex-líder paquistanês. Apesar disso, o político mantém “sérias ressalvas” ao processo judicial ao qual foi submetido, revelou a BBC.

Em suma, por mais bizarro e inusitado que isso possa parecer, a simpática e agora bastante popular fonte Calibri foi o grande pivô da queda de um primeiro-ministro.

Cupons de desconto TecMundo: