Um garoto inglês de 14 anos foi fichado pela polícia após ter enviado para uma colega de escola uma foto de si mesmo nu. A imagem foi transmitida através do aplicativo Snapchat, que permite o compartilhamento de fotos e vídeos com visualização temporária. Porém, a receptora do “nude” capturou a cena com uma screenshot e a compartilhou com outros amigos.

A mãe do menino não ficou nem um pouco feliz com a ação dos agentes da lei, afirmando que seu filho está sendo incriminado desnecessariamente.

A foto acabou chegando nas mãos da polícia, que indiciou o autor e mais dois adolescentes não identificados por produzir e/ou distribuir imagens indecentes na internet. Apesar de o garoto não ter sido detido ou mesmo questionado pelos policiais, o crime ficou registrado no nome dele e pode causar transtornos na hora de arrumar um emprego ou exercer qualquer função que exija ficha limpa.

Nem a mãe condenou

A mãe do menino não ficou nem um pouco feliz com a ação dos agentes da lei, afirmando que seu filho está sendo incriminado desnecessariamente por um ato de inocência, sem contar nos problemas causados pela exposição do caso, visto que esses registros criminais têm acesso aberto ao público por dez anos na Inglaterra.

A Criminal Bar Association, organização envolvida com justiça criminal na Inglaterra, afirmou que a ação serve para ser usada como exemplo dos problemas e perigos das trocas de foto que possam envolver pornografia infantil, problema que vem se agravando com as facilidades de comunicação entre as pessoas.

Você acha correto o fichamento do garoto de 14 anos que enviou uma foto nu pelo Snapchat? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: