Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Renesys)

Pode ser que você não tenha acompanhado as notícias da enorme queda de internet na Síria; no entanto, muitos que souberam do acontecimento ficaram apavorados só de pensar em uma possibilidade... “E se a internet do país caísse por completo?”.

Resistente, mas não indestrutível

Por sorte, a internet é uma rede completamente descentralizada: existem servidores dela espalhados pelo mundo todo. Logo, mesmo que uma parte seja desligada, as outras ainda devem manter o sistema funcionando (embora provavelmente com menor desempenho).

O problema é que esses servidores não são igualmente distribuídos pelo mundo, fazendo com que alguns países sejam muito mais vulneráveis que outros a quedas. É o caso da já mencionada Síria, que possui apenas dois servidores nas fronteiras internacionais do país.

Então, como saber quais são os riscos de um país ficar sem internet, seja qual for a causa? Pensando nisso, a Renesys fez um mapa que mostra o quão resistente um território é contra esse tipo de acontecimento.

Quanto mais, melhor

O mapa funciona de maneira simples, demarcando os países em quatro tons diferentes. Quanto mais clara a cor utilizada na área, maior a quantidade de servidores no local e menores as chances de uma queda. E é aqui que podemos comemorar, pois o Brasil, junto de locais como os Estados Unidos, a Austrália e o Canadá, é um daqueles com menos riscos de queda.

(Fonte da imagem: iStock)

De acordo com a descrição feita no site da empresa, áreas como essa são praticamente impossíveis de serem derrubadas. Uma vez que há muitas ligações de rede com outros países e provedores independentes para um desligamento simples, tudo que uma ação conseguiria é debilitar a conexão.

Assim, pode dormir tranquilo daqui em diante: quando você acordar, a internet ainda vai estar lá, para que você possa acompanhar as últimas novidades do Tecmundo – isso, é claro, para quem se lembrar de manter as contas de seu provedor em dia.

Cupons de desconto TecMundo: