(Fonte da imagem: Thinkstock)

Parece que a era do computador (e isso inclui os modelos portáteis) está próxima do fim: depois de uma notícia de que as vendas de PCs caíram em todo o mundo em 2012, uma nova informação surge para confirmar o fato.

Dados do instituto de pesquisa em tecnologia Gartner mostram que o último quadrimestre de 2012 foi ruim para a indústria dos PCs – logo na época de Natal, quando costumam sair mais aparelhos. Em relação ao mesmo período de 2011, teria havido uma queda de 4,9% nas vendas.

Falando em números: o último quadrimestre de 2011 acabou com um total aproximado de 95 milhões de computadores (desktops, notebooks, netbooks e ultrabooks) comercializados. No ano seguinte, as vendas foram de 90,3 milhões de unidades. Entre as grandes fabricantes de PCs, apenas Lenovo e Asus registraram crescimento significativo na área.

O negócio vai mal para as fabricantes de PCs. (Fonte da imagem: Reprodução/Gartner)

Fim dos tempos?

Para a empresa, os tablets são os culpados por roubar esse mercado: as pessoas preferem a individualidade de um gadget para o uso cotidiano, enquanto o PC seria útil apenas para tarefas administrativas e criativas (como trabalhar, por exemplo).

Além disso, as pessoas estão cada vez mais usando máquinas compartilhadas, o que reduz ainda mais o número de computadores. Para finalizar, o Windows 8, que poderia dar um gás nas vendas, não conseguiu atingir o efeito esperado.

Cupons de desconto TecMundo: