Imagem de: Vendas de desktops iMac caíram 10% em 2016

Vendas de desktops iMac caíram 10% em 2016

1 min de leitura
Avatar do autor

A decisão da Apple de não renovar sua linha de computadores iMac em 2016 teve consequências bastante previsíveis. Segundo a IDC, a companhia testemunhou uma queda de 10% nas vendas do dispositivo — a primeira desde 2001 —, dando espaço para que nomes como Lenovo e Dell aumentassem sua presença nesse segmento de mercado.

A queda da Apple foi maior do que a média do segmento, que registrou uma esperada perda de 5,7% em suas vendas gerais. A única área que registrou resultados maiores foi a de componentes de alto desempenho e a de acessórios para games que, juntas, quebraram a marca de US$ 30 bilhões em vendas pela primeira vez na história.

A Apple caiu para a quinta posição entre as maiores fabricantes de desktops do mundo

Os resultados fizeram com que a companhia da Maçã caísse para a quinta posição entre os maiores fabricantes de PC do mundo. A Lenovo se mantém na liderança do segmento, sendo seguida pela HP, Dell e pela ASUS, que passou a ocupar a quarta posição do ranking com uma participação de 7,4%.

Segundo os analistas Anand Srinivasan e Wei Mok, da Bloomberg, a Apple vai ter que explorar novos mercados — como o da crescente classe média chinesa — para conseguir se manter relevante na área de produtos de alto custo. Embora a companhia não tenha divulgado seus planos para 2017, o CEO Tim Cook garantiu recentemente que os fãs de desktops não têm com o que se preocupar nesse sentido, indício de que uma renovação na linha da empresa pode estar bastante próxima.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Vendas de desktops iMac caíram 10% em 2016