Apesar de já ser um recurso utilizado por bilhões de pessoas ao redor do mundo, o computador tem uma história um tanto curta, já que o equipamento não surgiu há muito tempo. Apesar de a existência dos PCs ser “breve”, há muitos pontos marcantes nestas décadas que o equipamento vem nos ajudando diariamente.

Neste mini, vamos listas os dez computadores mais icônicos, populares e marcantes do mundo da informática. Portanto, se você acompanha esse mercado de eletrônicos há muito tempo, certamente vai reconhecer algumas das joias raras apresentadas abaixo. Confira:

1 – Commodore 64

Vamos começar a lista com o maioral dos computadores: o Commodore 64. O nome veio por conta da sua potência, que continha 64 KB de memória RAM (sim, kilobytes, não megabytes ou gigabytes) e um processador com frequência de 1 MHz, que, na época, eram especificações incríveis.

Entretanto, a cereja do bolo era a combinação de sua placa de som e a sua placa gráfica, a qual o tornava muito mais poderoso. Caso o consumidor quisesse, era possível conectá-lo a uma televisão, algo que fez do Commodore 64 um híbrido de computador e video game. Em virtude do preço em conta (US$ 595 na época, enquanto os concorrentes custavam mais de US$ 1 mil) em 1982, o PC vendeu cerca de 17 milhões de unidades, mas há estimativas de que possam ter sido quase 30 milhões. O produto parou de ser fabricado apenas em 1994.

Commodore 64

2 – Apple II

Em 1977, a Apple lançou um dos computadores mais bem-sucedidos do mundo: o Apple II. Ele era relativamente caro na época: custava cerca de US$ 1,3 mil. Apesar de o preço ser elevado, os slots expansíveis para colocar até 48 KB de memória RAM (ele vinha originalmente com apenas 4 KB) e o processador de 1 MHz o tornavam ideal para empresas.

A grande novidade era a entrada para discos flexíveis (os famosos disquetes) de 5”1/4, que permitiam ler e escrever informações provenientes de outras fontes. Durante os 5 anos em que foi produzido, o computador 1 milhão de cópias, um número significativo para uma época em que os PCs ainda engatinhavam.

Apple II

3 – Timex Sinclair 1000

O grande atrativo do Timex Sinclair 1000 era o preço , que é impressionante até para os padrões atuais: apenas US$ 95. Ele não era muito potente, pois tinha apenas 2 KB de RAM e um processador de 3,25 MHz, mas servia como um bom ponto de entrada no mundo dos computadores.

O equipamento oferecia suporte para aprimoramentos, com slots para memória RAM e disquetes. Em grande maioria, os consumidores eram entusiastas que queriam conhecer mais do mundo da tecnologia. O dispositivo vendeu cerca de 600 mil unidades, um excelente número para a época.

Timex Sinclair 1000

4 – Deep Blue

O nome do computador pode ser familiar para o público mais velho, mas certamente vai deixar os mais novos intrigados. O Deep Blue foi um projeto da IBM que começou a ser desenvolvido em 1985 com o propósito de se especializar em jogos de xadrez. Porém, foi somente em 1996 que o computador jogou contra Garry Kasparov, o campeão mundial de xadrez.

Na ocasião, a partida foi acirrada e Kasparov ganhou o jogo, mas perdeu alguns rounds. Entretanto, em 1997 o computador foi aprimorado e ganhou com muito mais folga do campeão, que não ficou nada contente com o resultado, alegando trapaça da companhia. O atleta pediu uma revanche para a IBM, mas a empresa negou e arquivou o projeto. Anos depois, um erro de programação foi revelado e pode ter sido o ponto definitivo que prejudicou Kasparov.

Deep Blue

5 – MSX

Os gamers de plantão devem reconhecer o nome deste computador com mais familiaridade. O MSX era um tipo de hardware produzido pelas gigantes japonesas da tecnologia, como Toshiba e Sony, com especificações similares. O computador utilizava o Microsoft BASIC como OS e não era tão caro quanto os concorrentes, portanto vendeu mais de 5 milhões de unidades.

Apesar de ter um bom custo-benefício e ser bem popular no Japão, o equipamento ficou famoso por contar com alguns jogos marcantes, tais como o primeiro Metal Gear e Snatcher (ambos do lendário Hideo Kojima), Vampire Killer (nome japonês do primeiro Castlevania) e Bomber Man.

MSX rodando Metal Gear

6 – iMac

Nos anos 90, a Apple perdeu muito espaço para a Microsoft, que arrebentava em vendas com o Windows. Para competir e apresentar algo mais chamativo, a empresa da Maçã lançou o iMac, o primeiro produto da companhia a contar com o “i” no nome – que posteriormente seria herdado pelos iPhones e iPods.

O grande destaque era o design do computador, que fugia dos tediosos tons de bege convencionais da época. Apesar de não ter vendido muitas unidades em comparação com os outros dispositivos da Apple, ele foi um marco no mundo dos PCs.

iMac

7 – Commodore Amiga

O Amiga foi um belo upgrade nos computadores da época, principalmente quando comparado com os dispositivos da própria empresa, como o 64 listado acima. O hardware receebeu uma atualização significativa, ganhando um processador de 32 bits e com frequência de 7 MHz (os demais eram 8 bits), 512 KB de memória RAM, entrada para disquetes de 3,5 polegadas e display com 4.096 cores.

Todo o pacote saía por US$ 700, um preço relativamente bom na época. A arquitetura de hardware do dispositivo era muito boa, com microprocessadores dedicados para outras funções da máquina, como áudio e vídeo. Houve diversas versões, mas a primeira foi a mais famosa, sendo utilizada para jogos e outros softwares de áudio e vídeo.

Commodore Amiga

8 – ZX Spectrum

O ZX Spectrum foi a aposta de hardware mais aprimorado da Sinclair. Enquanto o Timex 1000 era um modelo mais de entrada, o Spectrum era mais robusto, com teclado embutido e 16 KB de memória RAM. O equipamento tinha um bom custo benefício na época (cerca de 125 libras no Reino Unido) e foi o responsável por popularizar essa tecnologia na Inglaterra.

ZX Spectrum

9 – IBM PC

Esse dispositivo pode ser considerado o pai de todos os computadores pessoais modernos. A história desse equipamento já foi contada em vários filmes, e por um bom motivo: ele popularizou e ajudou a tecnologia a ser difundida em meios mais populares. O PC com chipset Intel e sistema baseado no Windows (MS-DOS) contava com um bom hardware, como um processador Intel 8088 e 16 KB de RAM. No total, o equipamento saía por US$ 1,6 mil.

IBM PC

10 – ENIAC

O ENIAC (Electronic Numerical Integrator And Computer) era um computador monstruosamente grande, mas foi o primeiro da categoria eletrônica do mundo (o Mark I era eletromecânico). O dispositivo começou a ser desenvolvido em 1943 para ajudar em cálculos de balística na Segunda Guerra Mundial, mas o PC só foi completado depois das batalhas.

Há algumas curiosidades muito interessantes a respeito do ENIAC, como o fato de ser operado por mulheres e contar com muitas peças para funcionar, mais especificamente 17.468 válvulas termiônicas, 7,2 mil diodos de cristal, 1,5 mil relés, 70 mil resistores e 10 mil capacitores.

ENIAC

Cupons de desconto TecMundo: