Você é daqueles que, em meio ao que devia ser um jantar romântico ou um momento para ficar a sós com seu namorado ou namorada, não consegue largar seu smartphone? Pois saiba que, mesmo que seu parceiro diga não se importar com isso, essa atitude tem grandes chances de ser um fator que vai ajudar a arruinar seu relacionamento.

Quem afirma isso são pesquisadores da Universidade de Sydney, que afirmam que a prática — chamada lá fora de “p-phubbing” — também pode estar contribuindo para o aumento dos casos de depressão. Os professores James Roberts e Meredith David, da Baylor University, reforçam essa tese com uma pesquisa que consultou mais de 150 homens e mulheres que estavam envolvidos com outras pessoas.

Segundo os pesquisadores, pessoas que têm mais medo de ser abandonados ou ignorados apresentam as reações mais fortes a parceiros que usam dispositivos móveis. Além disso, eles notaram que há uma forte relação entre os momentos em que uma pessoa pratica o “p-phubbing” com a ocorrência de brigas ligadas a smartphones.

Relacionamentos sob ataque

O estudo também mostra que quem é mais ignorado pelo parceiro por conta das checagens frequentes tende a ter mais conflitos e ser mais infeliz na vida em geral. Em resumo, ficar conferindo o celular pode ter um efeito indireto sobre seu relacionamento, especialmente se o seu parceiro já possui um estilo de afeto ansioso.

Roberts e David admitem que não é possível dizer se o “p-phubbing” é a causa das instabilidades de um relacionamento ou se é somente uma consequência de algo que já não andava mutio bem. No entanto, eles concordam que “a instituição do casamento (ou dos relacionamentos românticos em geral) está sob ataque” da prática relacionada ao uso excessivo de smartphones.

Cupons de desconto TecMundo: