O GarageBand é um app desenvolvido pela própria Apple para quem possui um estúdio de áudio caseiro ou simplesmente é apaixonado por música. A ferramenta possui dezenas de funcionalidades, permitindo que você toque todos os tipos de instrumentos sem necessariamente tê-los em mãos.

Com tantas opções sendo oferecidas, é um pouco complicado usar o app em um primeiro momento. Dessa forma, para você não ficar perdido e conseguir usufruir de todas as ferramentas logo no começo, o Tecmundo traz este tutorial, que ensina a utilizar as opções do aplicativo.

Você vai precisar de...

  • Um iPad ou iPhone;
  • GarageBand instalado no dispositivo.

 

Baixar GarageBand

 

O GarageBand é pago e exige bastante espaço livre em disco para poder ser instalado. Por isso, antes de adicioná-lo ao seu aparelho, certifique-se de que o dispositivo possui tudo o que é necessário para rodar o app sem problemas.

Solta o som!

Na parte superior da tela do GarageBand, é possível conferir uma barra de ferramentas, a qual abriga as principais funcionalidades do app. Além dos botões do player, para reproduzir e gravar as faixas musicais (1), também é possível acessar o controle de volume do aplicativo (2), alternar entre os modos de visualização (3), escolher os instrumentos (4), acessar as músicas gravadas (5) e visualizar o equalizador (6).

Linha do tempo x Instrumento da vez

O GarageBand possui duas opções de visualização. O modo “Instrumento” permite que você acesse as opções do instrumento, selecione e realize a gravação dos sons desejados. Já a opção “Linha do tempo” exibe todas as faixas que já foram gravadas para a composição que está sendo editada.

No segundo modo de visualização, é possível ordenar os instrumentos, controlar o tempo de cada um ou apagar uma faixa que tenha ficado fora do ritmo. O GarageBand limita a quantidade de aparelhos em cada arquivo de áudio.

Ritmos diferentes

Outra funcionalidade bem interessante que pode ser vista na barra de ferramentas do GarageBand é a “Apple Loops”. Nela, é possível conferir uma série de ritmos e melodias prontos para você adicionar à sua canção.

Para ouvir um dos ritmos listados, basta clicar sobre ele. Caso queira utilizar uma das opções oferecidas em sua composição, você só precisa arrastá-la até a linha do tempo da música em criação.

Escolhendo o instrumento

Para selecionar o instrumento que você deseja tocar, toque na opção “Instrumentos”, presente na barra de ferramentas superior do GarageBand. Depois, é só deslizar a tela do dispositivo para a direita ou para a esquerda e selecionar o item desejado.

Você também pode escolher entre as diversas variações do instrumento selecionado. No caso do teclado, por exemplo, é possível decidir entre opções como piano elétrico, piano clássico ou teclado. Com a bateria não é diferente, e você pode utilizar o kit de sua preferência para compor as músicas.

Conecte sua guitarra

A opção “Amplificador” presente em meio aos instrumentos é bem interessante para quem possui uma guitarra ou baixo em casa. Com ela, você pode conectar o instrumento ao iPad ou iPhone e gravar o áudio diretamente no seu aparelho.

Para deixar tudo um pouco mais interessante, o GarageBand oferece ainda algumas opções de pedaleira para você utilizar enquanto toca e, com isso, modificar o som produzido pelo instrumento de corda conectado ao dispositivo. Embora você precise utilizar as mãos para acionar as pedaleiras, a funcionalidade é muito útil para quem não possui tal acessório.

Versões inteligentes

O GarageBand possui algumas versões “Smart” dos instrumentos. Com elas, é possível criar ritmos sem ter que produzi-los batendo na tela do seu dispositivo. A SmartDrum, por exemplo, permite determinar a complexidade e o volume do toque de cada item presente no kit de bateria.

Para isso, é só posicionar os itens presentes na coluna à direita da tela de acordo com o ritmo desejado. Ao final, quando tudo estiver pronto e soando corretamente, é só apertar o botão de gravar na barra de ferramentas e deixar que o GarageBand faça todo o trabalho.

O mesmo acontece com os instrumentos de corda como violino, violoncelo, baixo e guitarra. No caso desses aparelhos, há a opção “Autoplay” na parte superior da tela. É só escolher a complexidade do ritmo e tocar nas notas desejadas.

Sons externos

Caso você queira gravar algum som que não esteja na lista de instrumento ou efeitos especiais do GarageBand, não tem problema. A opção “Audio Recorder” permite que você utilize o microfone do dispositivo para capturar sons externos e adicioná-los à música em produção.

Dessa forma, você pode produzir qualquer tipo de som, utilizando instrumentos ou aparelhos que possui em casa, e ainda assim utilizá-los na sua produção musical com o GarageBand.

Jam Session

Uma das opções mais interessantes do GarageBand é o JamSession, pois ela permite que você crie uma banda pela internet. Você pode entrar em uma sessão criada por outras pessoas online ou iniciar a sua própria, reunindo seus amigos para tirar um som.

O botão para o JamSession pode ser encontrado na barra de ferramentas do app, bem ao lado do controle de volume. Uma vez iniciada a sessão, você pode escolher quem irá controlar as gravações e demais atividades.

.....

Agora que você já sabe utilizar boa parte dos recursos oferecidos pelo GarageBand, reúna a galera para tocar ou crie suas próprias músicas. Com este app, o limite dos ritmos e sons está na sua imaginação.

Cupons de desconto TecMundo: