De acordo com uma pesquisa realizada pela Ericsson, a venda de produtos por meio de celulares e tablets – chamada de m-commerce – ainda não é vista como algo seguro pelos brasileiros. Segundo os dados do estudo, 56% da população do Brasil que ainda não utiliza seus dispositivos móveis para fazer compras acredita que a falta de segurança é a principal barreira para adotar a prática.

“A segurança é sem dúvida a principal barreira para os brasileiros, principalmente pelo fato de relacionarem ao m-commerce experiências negativas comuns no país, como fraudes de cartão de crédito e até mesmo furtos e roubos de celulares”, afirma André Gualda, especialista do ConsumerLab da Ericsson na América Latina. Além da insegurança, 37% dos entrevistados indicaram a inconveniência e 24% citaram a complicação como obstáculos consideráveis.

Ainda de acordo com o estudo, cerca de 21% dos usuários de celulares no Brasil usa alguma ferramenta de comércio em seus dispositivos móveis para adquirir bens ou serviços, enquanto 8% utilizam esses aparelhos para pagar contas e 6% para transferir dinheiro. A pesquisa indica que esses números devem mais do que dobrar no futuro próximo, principalmente por conta do rápido aumento do número de smartphones no país.

Melhor para todo mundo

O estudo da Ericsson aponta que a introdução do m-commerce pode trazer muitos benefícios socioeconômicos para os mercados emergentes, especialmente por conta do fato de que muitos deles sofrem com pobreza, falta de infraestrutura e comércio insuficiente. Além disso, o comércio por dispositivos móveis pode aumentar a atividade econômica local e facilitar transações financeiras diárias.

Cupons de desconto TecMundo: