Serviço postal não confirmou informações até o momento. (Fonte da imagem: Divulgação/Correo Argentino)

O serviço postal da Argentina está trabalhando muito além da sua capacidade. Segundo informações do Infobae, o ocorrido se deu por conta da enorme quantidade de pacotes encomendados diretamente da China pelos argentinos, que não podem mais receber esses produtos em suas casas, precisando retirar os itens em agências do serviço de correios.

Não há informações oficiais sobre a quantidade de pacotes que chegou do país asiático até os portos e aeroportos dos nossos vizinhos, mas segundo uma fonte interna, a demanda é tão grande que a empresa de correios não consegue mais dar conta. Por isso, uma notificação de recebimento é enviada aos destinatários com orientações para que esses busquem seus produtos pessoalmente.

Para suportar as informações da fonte anônima, o Infobae mostra que, somente em um site de comércio de roupas, acessórios e vários outros gêneros, a Argentina é o segundo país que mais faz encomendas e buscas no AliExpress, superada apenas por Israel.

Ainda de acordo com o site, os argentinos se mostram tão interessados pelos produtos chineses por conta dos altos preços encontrados internamente. Fora isso, todas as compras realizadas com cartões de crédito e débito no exterior são taxadas em 20% pelo governo local, o que parece não desaminar os argentinos por enquanto.

Os produtos mais buscados no AliExpress pelos hermanos são roupas, calçados e carregadores para celulares.

Cupons de desconto TecMundo: