Sites participantes não conseguiram dar conta da demanda. (Fonte da imagem: Reprodução/Black Night)

Você deve pelo menos ter lido ou ouvido falar de uma janela de promoções que aconteceu ontem em várias lojas virtuais do Brasil. Ela se chamava “Black Night” e foi um completo fracasso, se levarmos em conta as inúmeras reclamações de consumidores em redes sociais e no Reclame Aqui. Por conta disso, o Procon de São Paulo notificou a B2W, empresa responsável pelas lojas Submarino, Americanas e Shoptime, três das participantes da promoção.

De acordo com relatos de consumidores, os sites citados estiveram fora do ar ou apresentando extrema lentidão durante o período da promoção. Fora isso, a velha conhecida “maquiagem de preços” das promoções no e-comerce brasileiro atacaram novamente, mesmo com a Black Night oferecendo até 80% de desconto em determinados itens. Relatos no Twitter até mencionavam casos em que os preços da Black Night estavam mais altos que os encontrados em sites da concorrência.

A nota do Procon-SP pede o comparecimento da empresa para explicar os motivos das falhas relatadas. Será necessário explicar a instabilidade dos sites tendo em vista que a demanda altíssima era esperada, a quantidade de consumidores afetados, providências que foram tomadas a fim de resolver os problemas e que atitudes serão tomadas para compensar o dano aos consumidores atingidos.

O Procon-SP ainda esclarece que a empresa poderá ser penalizada de acordo com as regras do Código de Proteção e Defesa do Consumidor, caso alguma irregularidade seja detectada.

Cupons de desconto TecMundo: