Ninguém duvida que Vingadores: Era de Ultron fique entre as maiores bilheterias de todos os tempos e conquiste espectadores de todo o mundo – mas ainda nos questionamos se o filme vai conseguir superar o primeiro Vingadores em termos de qualidade e ação. Afinal, a expectativa é ainda maior para esta sequência, sem falar que o diretor e roteirista Joss Whedon precisa lidar com mais personagens na trama e dar tempo de tela para cada um deles.

Em entrevista ao Yahoo! Movies, Whedon contou um pouco mais sobre essa expectativa, sobre como espera superar a ação do primeiro filme e de que forma construiu o clímax da continuação: “Era de Ultron ficou maior do que o primeiro filme (...) Há novos personagens, há mais personagens, e a trupe que eu tenho desde o primeiro filme é tão incrível que eu queria poder entrar em suas cabeças, e este filme me permite fazer isso de uma maneira que eu não poderia no primeiro”, contou o diretor.

“Agora que os espectadores aceitam a realidade onde Thor, Homem de Ferro e todos esses outros caras existem, eu posso torcer essa realidade. Agora eu tenho o Mércurio e a Feiticeira Escarlate, e eles têm formas muito diferentes de ver o mundo, de ver Os Vingadores e os poderes diferentes. Assim, visualmente e emocionalmente, podemos explorar temas que não tivemos acesso da primeira vez", disse Whedon. “O mais importante para mim é ir mais a fundo com os personagens”.

Batalha final contra Ultron

"Eu sabia antes mesmo de fazer o primeiro filme que Ultron precisava estar no segundo, assim como a Feiticeira Escarlate e o Mercúrio". Questionado sobre o vilão e a batalha final do novo filme, Whedon contou que: "Você sabe que eles vão lutar contra Ultron, e você sabe que Ultron tem uma tendência a construir centenas de Ultrons. Então isso leva a uma determinada direção, mas a parte difícil é fazer com que todo mundo seja atendido e esteja integrado (à ação)”.

Whedon confirmou, contudo, que o ato final do filme vai incluir uma enorme batalha entre os heróis e o exército de robôs de Ultron – de maneira parecida ao cartaz da Comic-Con, que reunia a equipe de Vingadores lutando contra dezenas de robôs:

Porém, o diretor salienta que, dessa vez, haverá sérias repercussões: “Todo o filme é um processo de mudança (...) Você quer entregar às pessoas tudo aquilo que elas adoraram no primeiro filme, mas você também quer fazer algo novo", explicou Whedon. "Eu não quero fazer Os Vingadoresnovamente – eu fiz isso uma vez. Era importante para mim que sentíssemos uma progressão ao final do filme”.

Whedon disse que não poderia chegar ao final do filme apenas neutralizando a ameaça e voltando tudo ao normal, “porque isso é um episódio de televisão, não um filme. Neste filme, há mais coisas em jogo e nós levamos isso a sério”.

Parece que Whedon sabe muito bem como comandar a aventura e tem muita clareza do que está fazendo na direção dos Vingadores, não é mesmo? Confira abaixo um novo vídeo promocional de Vingadores: Era de Ultron.

No filme, quando Tony Stark tenta promover um programa de manutenção da paz, as coisas dão errado e os mais poderosos heróis da Terra, incluindo o Homem de Ferro, o Capitão América, Thor, o Incrível Hulk, a Viúva Negra e o Gavião Arqueiro, são colocados à prova enquanto o destino do planeta está em perigo. Com o surgimento do vilão Ultron, depende dos Vingadores impedi-lo de concretizar seus planos terríveis, e logo serão feitas difíceis alianças e inesperadas ações pavimentam o caminho para uma aventura mundial épica.

Escrito e dirigido por Joss Whedon, e produzido por Kevin Feige, Vingadores: Era de Ultron estreia no dia 23 de abril no Brasil.

Confira também:

Via Minha Série

Cupons de desconto TecMundo: