Pesquisadores da Universidade do Oeste da Inglaterra desenvolveram uma espécie de meia que consegue gerar eletricidade a partir de urina humana. A tal meia conta com uma rede de tubos conectados a células de energia biológicas. As bactérias presentes nessas células sobrevivem processando os nutrientes existentes na urina e, com isso, liberam eletricidade.

A produção de energia não é alta, e, por enquanto, não seria capaz de carregar a bateria do seu celular, por exemplo, mas já permite fazer funcionar um transmissor sem fio. Esse equipamento pode ser operado a cada dois minutos para mandar alguma mensagem para outro dispositivo.

A meia desenvolvida pelos pesquisadores da universidade em questão consegue acumular 648 ml de urina, que é movimentada pelos tubos com o caminhar do usuário. A cada passo que a pessoa dá, a urina é pressionada e empurrada para as células de energia, que, com isso, conseguem mais nutrientes para funcionar.

Gera eletricidade sem gastar eletricidade

O fato de usar xixi para gerar eletricidade não é exatamente uma novidade, uma vez que esse método já foi experimentado e desenvolvido em outras oportunidades. A diferença dessa nova pesquisa é que não há a necessidade de usar eletricidade para bombear a urina para as células, uma vez que o movimento do próprio corpo humano se responsabiliza por isso.

Por enquanto, ainda não há uma aplicação comercial imaginada para algo desse tipo, mas os pesquisadores comentam que as pessoas que testam o dispositivo não precisam lidar com urina. A universidade entrega tudo pronto para eles apenas “vestirem”.

Confira a pesquisa na íntegra aqui.

Já pensou em gerar energia com sua própria urina? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: