Martin Ford, autor do livro “Rise of the Robots”, fez algumas previsões assustadoras – mas não irrealistas – sobre o futuro dos carros autônomos e como eles mudarão a forma como as pessoas se relacionam com diversos meios de transporte.

Em um trecho do seu livro publicado no site Gizmodo, Martin explica que os veículos-robô serão vistos como um bem comum nas grandes cidades e que a maioria das pessoas não terá a necessidade de adquirir e manter um carro por conta própria. Naturalmente, a indústria automotiva resistirá às mudanças em um primeiro momento, mas o câmbio será definitivo uma vez que a tecnologia seja confiável o suficiente.

A visão de Marvin aponta que as pessoas utilizarão seus smartphones – ou qualquer outro dispositivo conectado à internet – para solicitar um veículo que estiver por perto. Como os carros ficarão a maior parte do tempo rodando, haverá muito menos necessidade de estacionamentos e esses espaços poderão ser utilizados de outras formas.

A respeito da questão da privacidade e segurança, Ford especula que haverão carros menores para apenas uma pessoa ou então veículos maiores com cabines privadas equipadas com telas de alta definição que mostrem alguma paisagem para deixar o ocupante mais à vontade.

Embora as alegações pareçam de certa forma futuristas e pouco coerentes para nossa época, hoje em dia já é possível encontrar carros autônomos, como o conceito F 015 da Mercedes-Benz. A própria Google também possui automóveis que dispensam motoristas.

E você, o que acha sobre o futuro dos carros autônomos como um bem comum em grandes cidades? Será que a tecnologia será confiável o suficiente e que as pessoas conseguirão compartilhar os carros de forma harmoniosa?

Cupons de desconto TecMundo: