Cientistas chineses desenvolveram um novo motor líquido que lembra muito o comportamento do robô T-1000 de “O Exterminador do Futuro 2”. O dispositivo em questão se trata de uma gota de uma liga metálica constituída basicamente de gálio misturado a índio e a estanho.

Colocada em uma solução de hidróxido de sódio ou salmora, a liga é capaz de se mover sozinha durante aproximadamente 1 hora mediante o contato em um pequeno floco de alumínio. O “motor líquido” pode se movimentar em linha reta, correr através de formas complexas ou seguir os limites de um prato circular, entre outras possibilidades.

“Essa máquina mole parece relativamente inteligente e pode se deformar conforme o espaço em que viaja, assim como o Exterminador do filme de ficção”, afirmou ao site New Scientist o pesquisador Jing Liu, da Tsinghua University em Pequim. “Esses comportamentos fora do normal lembram perfeitamente os organismos vivos da natureza”, complementou.

Construindo os robôs do futuro

Experimentos revelaram que parte do movimento se origina de um desequilíbrio de cargas que acontece ao redor da gota da liga metálica, que resulta em uma diferença de pressão que faz o material iniciar seu movimento. Além disso, a reação do alumínio com o hidróxido de sódio cria bolhas de hidrogênio que fazem o motor ganhar ainda mais velocidade.

O trabalho é parte de um esforço que visa a criação de robôs inteligentes baseados em materiais que não são rígidos, o que os permite se adaptar facilmente a ambientes variados. Segundo Liu, em breve uma máquina baseada no dispositivo pode ser usada para monitorar ambientes ou entregar materiais através de canos ou até mesmo vasos sanguíneos.

Cupons de desconto TecMundo: