O trio de pesquisadores formado pelo norte-americano John O'Keefe e o casal de noruegueses May-Britt e Edvard I. Moser recebeu o Prêmio Nobel de Medicina 2014 nesta segunda-feira (6). A equipe foi a responsável por descobrir um conjunto de células que formam um sistema de posicionamento no cérebro humano e de outros seres vivos.

Tudo começou em 1971, quando O’Keefe realizou uma série de experimentos com ratos de laboratório e percebeu que determinadas células nervosas no hipocampo dos roedores eram automaticamente ativadas quando eles se encontravam em determinado local dentro de um ambiente conhecido. A pesquisa permaneceu sem maiores avançados até o ano de 2005, quando a dupla de cientistas noruegueses descobriu que outras células nervosas formam uma rede que reage de forma padronizada de acordo com a movimentação dos animais observados.

Essa rede forma uma espécie de sistema interno de coordenadas que nos orienta e permite nossa movimentação. A descoberta, além de solucionar um problema exposto por filósofos e cientistas durante séculos – “como sabemos onde estamos e por onde nos deslocamos?” –, será de grande ajuda nas pesquisas que visam tratar o Mal de Alzheimer, cujos pacientes comumente perdem seu senso de orientação. O trio dividirá o prêmio de 8 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 2,66 milhões): metade será de O’Keefe e o restante ficará com o casal da Noruega.

Cupons de desconto TecMundo: