A NASA parece mesmo interessada em impressoras 3D nos últimos tempos, realizando todo tipo de experiência com as diferentes máquinas. Na sua mais recente tentativa, a agência decidiu usar a tecnologia conhecida como “derretimento seletivo por laser” para criar um injetor de combustível para foguetes, o componente que leva o combustível até o sistema motor da aeronave.

A novidade fica por conta da praticidade da nova alternativa, que ao invés de utilizar 163 peças diferentes, pode ser montado a partir de apenas duas, graças a tecnologia de impressão. A ideia é cortar custos e aumentar a eficiência da NASA, sem abrir mão da segurança dos pilotos.

Esta semana, a nova peça criada pela agência sobreviveu a um teste muito difícil. Ela foi exposta a uma temperatura de 3.300 graus célsius sem perder sua resistência e sem prejudicar a peça, provando que ela tem a capacidade de sobreviver as intempéries de uma peça real de foguete.

A NASA lançou um pequeno vídeo mostrando o teste realizado com o novo material:

Cupons de desconto TecMundo: