Cientistas usam um raio laser para chegar ao zero absoluto

1 min de leitura
Imagem de: Cientistas usam um raio laser para chegar ao zero absoluto
Avatar do autor

Cientistas da universidade de Yale acabaram de transformar o nosso conceito de raio laser. Dave DeMille, um físico que trabalha estudando reações químicas que acontecem em temperaturas baixas, decidiu tentar um método completamente novo, usar os raios para colocar as moléculas em temperaturas próximas ao zero absoluto.

O processo se chama aprisionamento óptico-magnético, e ele é utilizado para esfriar moléculas monoflorídeas de strontium até -273 graus célsius, mantidas em uma câmara à vácuo. Ao contrário de aumentar a velocidade das partículas, este laser as reduz, causando o congelamento.

Os benefícios práticos deste projeto podem ser alcançados no campo de pesquisa, já que agora os cientistas poderão entender melhor como determinadas reações químicas ocorrem próximas ao zero absoluto. Para Dave DeMille esta é a chance de aprender a respeito dos mecanismos básicos de alguns elementos químicos.

Cupons de desconto TecMundo:

Fontes

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Cientistas usam um raio laser para chegar ao zero absoluto