Que tal poder controlar objetos de sua casa, mudar o canal da TV e mandar aquele seu mordomo robótico pegar uma bebida na geladeira, tudo com o poder do pensamento? Pois é, pode parecer um sonho distante, mas ele está se tornando realidade com a ajuda da Emotiv.

Utilizando um equipamento de leitura neural como o que você pode ver na imagem acima, a equipe trabalhando no sistema já conseguiu avanços interessantes nessa área praticamente inexplorada. Como resultado, ativar objetos para fazê-los se deslocarem – um carrinho de controle remoto, como eles mesmos mostraram ao TechCrunch, por exemplo.

Essa é, é claro, uma aplicação mínima da ideia. Imagine, por exemplo, o caso de pessoas com tetraplegia, que conseguiriam controlar braços robóticos para ajudá-los em tarefas simples, ou mesmo ter experiências de lazer comuns, como jogar uma partida de video game.

Para controlar e para saber

Outra ideia interessante trazida pelo Emotiv está em seguir o caminho contrário – no lugar de dar uma ordem para um aparelho eletrônico, por que não usar computadores para saber o que há dentro de sua cabeça? Usando esse aparelho, seria possível saber suas emoções em detalhes para ver se você gostou de um certo produto em uma loja ou descobrir se uma ideia realmente é de seu agrado.

Apesar de tudo, a tecnologia ainda tem um longo caminho pela frente: mesmo o mais simples dos comandos precisa de treino por parte de quem utiliza o Emotiv. Mas isso não diminui o enorme potencial que o aparelho traz; resta apenas esperar alguns anos para que comandos complexos acabem se tornando algo extremamente fácil de fazer com a ajuda desses dispositivos.

Cupons de desconto TecMundo: